Negócios > Estratégia, Fusões e Aquisições

Michael Dell detalha como será a companhia que nasce com a compra da EMC

Nova empresa se chamará Dell Technologies e combinará as marcas Dell, EMC II, VMware, Pivotal, SecureWorks, RSA e Virtustream

02 de Maio de 2016 - 16h09

Michael Dell dominou as atenções na abertura do EMC World 2016. No palco, o executivo detalhou como será a empresa que nasce da fusão entre as duas gigantes. “O plano de integração vai bem e a transação anda de acordo com o previsto. Quando as operações forem combinadas, estaremos no centro da infraestrutura de TI”, projetou.

A sua apresentação no evento deu vários indícios de como será a companhia que emerge. Apesar de ainda depender de aprovações, a nova companhia já tem um nome: Dell Technologies, que abrigará as marcas Dell, EMC II, VMware, Pivotal, SecureWorks, RSA e Virtustream.

Outra novidade é que a nova organização vai operar como uma companhia de capital fechado e terá como pilares tecnologias em flash, cloud e equipamentos definidos por software. “A combinação da Dell e EMC criará a principal empresa de infraestrutura em nuvem do mundo”, animou-se, prometendo negócios mais ágil e eficiente.

O executivo foi apresentado à plateia por Joe Tucci.  A fala do presidente e CEO da EMC Corporation foi bastante breve e concisa. “Esse não é o fim de algo grande, mas o começo de algo maior e especial”, definiu.

A Dell anunciou que concordou em pagar US$ 67 bilhões pela empresa EMC em outubro de 2015. A operação será feita no modelo de pagamento parte em dinheiro, parte em uma troca de ações da VMware, e vai gerar a fusão entre as duas companhias. O processo de integração, que ainda depende algumas aprovações para ser concluído.

*O jornalista participa do EMC World 2016, nos Estados Unidos, a convite da EMC.