Tecnologias Emergentes > Robótica, Tendências

Quando você menos espera, está trocando emails com um robô

Veja como a startup x.ai pretende revolucionar o processo de agendamento de reuniões a partir de recursos de inteligência artificial

08 de Abril de 2016 - 12h31

A próxima vez que você marcar uma reunião e uma assistente com nome de Amy ou Andrew acertar os detalhes, aqui vai uma dica: você pode estar conversando com um robô. Dependendo da qualidade da tecnologia, talvez a diferença da conversa com a máquina, se comparada com humano, seja imperceptível!

Recentemente tive uma experiência nesse sentido. Enviei uma mensagem para tentar marcar uma entrevista com o CEO da x.ai. A “assistente” sugeriu uma data/horário e bloqueou nossas agendas de uma maneira tão natural que não percebi que meu interlocutor não era um humano.

Criada em 2014, a x.ia atua com apenas um tipo de serviço: agendamento de reuniões. Para isso, criou um mecanismo de inteligência artificial para realizar essas tarefas – que, em alguns casos, pode ser bem complexa.

A tecnologia necessita duas capacidades fundamentais. Uma delas é compreensão textual (no qual o robô precisa entender frases completas e complexas, não apenas palavras). “Tem que ser capaz de identificar e resolver certas ambiguidades”, afirmou o CEO, Dennis Mortensen.

A segunda, é gerar uma resposta que soe como algo proveniente de um humano. “A máquina precisa ter a ideia de que o diálogo tem um fluxo para que a conversação não ande em círculos”, adicionou, sinalizando que essa busca deve contemplar elementos que ajudem a criar empatia entre os interlocutores.

O mundo ainda evolui tecnologias de inteligência artificial que tornam possíveis serviços com o da x.ai. A expectativa é que temas como deep learning, redes neurais e computação cognitiva ampliem os horizontes da TI muito em breve.

Mortensen ressalta que a tecnologia utilizada em sua empresa ainda opera em beta. Porém, o número de reuniões agendadas pelo robô segue em expansão. Por exemplo, ele contabiliza avanço de 27% no uso da ferramenta entre fevereiro e janeiro; sendo que em março, os agendamentos avançaram 28% sobre o mês anterior.

A x.ai já recebeu US$ 35 milhões em investimentos. Esses recursos serão canalizados para expandir o time de cientistas de dados e suportar o lançamento de novas funcionalidades em suas ferramentas.

O executivo afirma que não há, por enquanto, planos de expandir as ofertas da empresa para serviços que vão além do agendamento de reuniões. O motivo para manter? Potencial de mercado! “Mais de 10 bilhões de reuniões são agendadas todos os anos só nos Estados Unidos”, anima-se. Também pudera, sozinho, ele marcou mais de 1 mil reuniões em 2012.