Tecnologia

Netshoes aposta em plataforma própria de e-commerce

Ferramentas de e-commerce da varejista no Brasil, México e Argentina já estão no ar com a nova ferramenta

18 de Maio de 2018 - 14h26

A Netshoes anunciou o lançamento de uma nova plataforma de tencologia para e-commerce, como parte do plano de reestruturação da área de tecnologia. O sistema, 100% desenhado pela equipe interna, visa atender necessidades da companhia e foca principalmente em melhorias para os clientes.

A estratégia é anunciada dois dias a empresa ter despencado 50% seu valor na bolsa de Nova Iorque. O prejuízo da empresa passou de R$ 37,7 milhões para R$ 60,3 milhões em um ano e a companhia busca formas de retomar o crescimento.

André Petenussi, diretor de tecnologia da Netshoes, comenta que a plataforma entrega para os clientes lojas mais rápidas e dinâmicas, melhorando também a personalização de acordo com os interesses de cada cliente. "Isso favorece a navegação tanto no desktop, quanto no m-site e aplicativos da marca, elevando ainda mais a experiência de compra do cliente, principal objetivo da Netshoes", explica.

O novo projeto vem ao encontro a um dos principais objetivos da companhia com a reestruturação de tecnologia, iniciado em 2016: permitir que a área gerasse um impacto mais direto no negócio. A Netshoes sentia a necessidade de implementar um sistema feito sob medida para seus e-commerces, para que eles pudessem funcionar de maneira mais assertiva, ágil e otimizando resultados.

"O sistema produzido internamente tem como objetivo atender as necessidades particulares do nosso modelo de negócio. Utilizando-se tecnologia de ponta a nível global, o projeto nos permite aprimorar a experiência do cliente com um site ainda mais rápido e uma navegação mais fluída. Além disso, nos abre portas para explorarmos novas possibilidades e inovação de forma mais rápida, pois já nasce na nuvem e é muito mais flexível para customização e novos desenvolvimentos", completa Petenussi.

Fases do projeto

O lançamento da nova plataforma foi feito de forma gradativa, seguindo diferentes etapas, definidas a partir da complexidade e tráfego dos e-commerces sob gestão da Netshoes. O sistema foi desenvolvido há mais de um ano e teve sua última fase de implantação concluída recentemente com a Netshoes.com.br, sendo que todas as lojas virtuais dos times brasileiros de futebol administradas pela Netshoes foram as primeiras a receber o sistema. Inclusive, a shoestock, marca adquirida e relançada pela Netshoes no início de 2017, foi reinaugurada também já com o novo sistema.

Na segunda etapa de implementação, o objetivo foi expandir a plataforma para as lojas dos times latino-americanos e também para os e-commerces de outras modalidades esportivas, como a NFL. Em seguida foi a vez de migrar totalmente os sistemas de Netshoes México e Argentina. Como penúltima etapa, a companhia tratou da implementação da nova tecnologia na Zattini, durante o segundo semestre de 2017 para, na sequência, concluir o projeto com a Netshoes Brasil.