Negócios > Startups

Monsanto faz primeiro investimento direto em startup brasileira

Divisão de ventures da empresa investirá R$ 2,3 milhões no desenvolvimento e crescimento da Grão Direto, startup de Uberaba (MG)

25 de Maio de 2018 - 11h11

A Monsanto Growth Ventures (MGV), divisão global de ventures da Monsanto, investirá R$ 2,3 milhões no desenvolvimento e crescimento da Grão Direto, startup de Uberaba (MG) e criadora de uma plataforma que digitaliza o processo de originação de grãos. O investimento está sendo realizado em parceria com o Canary e os criadores do fundo OpenVC.

Esta é a primeira vez que uma startup brasileira recebe investimentos diretos da MGV, que vem investindo em startups desde 2011.

A Grão Direto conta com uma plataforma web para computadores e aplicativo para smartphones, auxiliando agricultores e compradores a encontrarem os melhores negócios e de modo muito mais eficiente e seguro. "O agricultor, já habituado com a tecnologia no seu dia-a-dia dentro da porteira, agora também pode aproveitar os benefícios da tecnologia em suas vendas. Nós facilitamos o processo de negociação entre o produtor rural e o comprador trazendo muito mais informação e integração para apoiar ambos os lados", explica Alexandre Borges, CEO da Grão Direto.

O aplicativo existe há pouco mais de um ano e meio e conta com mais de 1,3 mil produtores de grãos cadastrados. Estes produtores estão espalhados por mais de 250 municípios do Triângulo Mineiro, Noroeste de Minas Gerais e Sul de Goiás. Do lado dos compradores, já são mais de 70 empresas que utilizaram a plataforma para suas negociações, desde cooperativas, tradings, fábricas de ração e corretores.

A intenção da Grão Direto com o aporte é acelerar ainda mais o desenvolvimento de seus produtos e serviços, além de estabelecer parcerias com outras empresas de tecnologia e instituições financeiras para tornar a cadeia de grãos mais digital. Os recursos também serão utilizados para ampliar a área de atuação para as principais regiões produtoras e compradoras de grãos do país, o que demandará aumento no quadro de funcionários. "Nos próximos meses, o objetivo é ampliar bastante a equipe com novas contratações para todas as áreas da empresa", antecipa Borges.