Cloud Computing > Desenvolvimento/Programação

Microsoft mira startups indianas para expandir oferta de serviços em nuvem

Nos últimos 12 meses, a fabricante de software assinou mais de 2 mil contratos para oferta do Azure a essas empresas no país

22 de Fevereiro de 2017 - 13h57

A Microsoft tem demonstrado grande interesse por startups indianas que fornecem serviços de nuvem. A prova disso é que nos últimos 12 meses, a fabricante de software assinou mais de 2 mil contratos com essas empresas no país, segundo informou o CEO Satya Nadella durante evento para startups em Bangalore, na segunda-feira, 18.

Uma oportunidade para a empresa é o grande número de desenvolvedores que estão construindo seus serviços em torno de um banco de dados biométrico, composto por impressões digitais e íris de mais 1 bilhão de indianos, que o país criou.

Como base no novo programa para a troca de informações digitais, chamado India Stack, o governo oferece o sistema biométrico Aadhaar, como um mecanismo de autenticação para uma variedade de serviços oferecidos pelo setor privado. A Microsoft tem como objetivo prover a infraestrutura de nuvem para muitos desses desenvolvedores, que visam criar rapidamente seus serviços, disse Nadella.

A Strides Software Solutions, por exemplo, está oferecendo a ferramenta de autenticação do Aadhaar para bancos de sangue e usando a plataforma de nuvem Azure, da Microsoft, para que o sistema seja dimensionado para 65 bancos de sangue em apenas seis semanas, disse seu fundador, Dinesh Mutha.

Pelos termos do acordo, a Microsoft na Índia poderá fornecer também a ferramenta de autenticação do Aadhaar em seus produtos. "Eu adoraria que nossos serviços, seja o Office 365 ou o Dynamics 365, algo que estamos fazendo para o usuário final ou o próprio Windows, fossem grandes participantes do programa India Stack", disse Nadella. "Eu deveria ser capaz de usar qualquer uma das nossas aplicações utilizando o sistema de identidade que cada indiano usa."

Nadella também anunciou que uma das principais empresas de varejo online da Índia, a Flipkart, adotará o Azure como sua plataforma de nuvem pública exclusiva. A varejista usava anteriormente seus próprios data centers.

O Gartner que o mercado indiano de serviços de nuvem pública movimentou cerca de US$ 1,3 bilhão no ano passado, e que a expectativa que é que cresça para US$ 1,8 bilhão neste ano e atinja US$ 4 bilhões em 2020.

Um alvo importante para os serviços em nuvem da Microsoft é o governo indiano. A empresa já está oferecendo seus serviços de data center de nuvem no país para atender os requisitos de armazenamento de dados locais de alguns dos seus clientes.

As startups indianas estão usando serviços de nuvem da Microsoft para aplicações que envolvam grandes volume de dados, Internet das Coisas, análises avançadas e serviços cognitivos, disse Nadella. As empresas também estão usando o frameworkde bot da fabricante para criar chat bots, produtos e serviços, alimentados por inteligência artificial.