Aplicações > CRM

Microsoft desenvolve assistente virtual para atendimento ao cliente

Solução foi apresentada durante conferência nos EUA, com a qual pretende concorrer com gigantes como a IBM e outras empresas que atuam no disputado mercado de inteligência artificial

27 de Setembro de 2017 - 16h00

A Microsoft revelou durante a sua conferência Ignite, voltada para empresas e profissionais de TI, que acontece esta semana em Orlando, nos EUA,  uma nova linha de software, com o objetivo de concorrer com gigantes como a IBM e outras empresas que atuam no disputado mercado de inteligência artificial (IA).

O novo produto, um assistente virtual para atendimento ao cliente, foi projetado para permitir que pessoas descrevam, com suas próprias palavras, os problemas que estão enfrentando e obtenham respostas com sugestões tiradas de manuais de usuários, documentos de ajuda e materiais similares. Mas os usuários podem solicitar a intervenção de um agente humano, e o bot tentará auxiliar este agente. Os gerentes podem ver uma visão geral do painel dos resultados.

O bot comporá a série de programas customizáveis ​​que funcionarão na plataforma de nuvem Azure da empresa. Os programas, denominados soluções Dynamics 365 AI, irão utilizar recursos básicos de inteligência artificial, como o processamento em linguagem natural, bem como uma variedade de dados e algoritmos do mecanismo de buscas Bing, aplicativos de produtividade e o LinkedIn. O Departamento de Serviços Humanos do governo australiano, a HP Inc., Macy's e a própria Microsoft já estão usando essa tecnologia para melhorar o atendimento aos clientes e lidar com mais chamadas, em menor período de tempo.

De acordo com a IDC, o mercado global de sistemas de inteligência artificial deve saltar de US$ 12,5 bilhões neste ano para US$ 46 bilhões em 2020. E a Microsoft quer abocanhar uma fatia expressiva desse mercado.

A Microsoft já oferece serviços de AI baseados em nuvem que os desenvolvedores podem inserir em seus programas, competindo diretamente com o Google, Amazon e IBM. As empresas que desejam ter um bot de atendimento ao cliente podem usar essas ferramentas para criar as suas próprias soluções ou contratar uma empresa para desenvolvê-las, o que pode ser caro e demorado. Por isso, a fabricante de software está posicionando suas soluções IA como uma alternativa de baixo custo e de menor custo.