Mobilidade > Sistemas Operacionais

Microsoft decreta sentença de morte ao sistema Windows Phone

Em post no Twitter, vice-presidente de sistemas da empresa, Joe Belfiore, afirma que "criar novos recursos e aparelhos [para a plataforma] não é o foco"

09 de Outubro de 2017 - 15h05

Os smartphones com Windows estão realmente mortos. Neste fim de semana, o vice-presidente de sistemas da Microsoft, Joe Belfiore, confirmou o que muita gente já sabia. “É claro que vamos continuar suportando a plataforma com soluções de bugs, updates de segurança, etc. Mas criar novos recursos e aparelhos não é o foco”, afirmou o executivo em seu perfil no Twitter, ao ser questionado por um usuário se é hora de seguir em frente da plataforma Windows Mobile.

É a primeira vez que um executivo sênior da Microsoft diz isso tão abertamente, mas não é a primeira vez que um funcionário da empresa fala assim sobre o futuro dos hardwares com o sistema mobile da empresa. “Se você quisesse alcançar muitos usuários de smartphones, o Windows Phone não é a maneira para se fazer isso”, afirmou o diretor do Windows, Terry Myerson, em uma entrevista ao The Verge em 2016.

Esse hiato da plataforma agora parece mais permanente. A queda do Windows 10 Mobile parece ter origem em uma das principais reclamações de jornalistas e usuários sobre a plataforma: a quase absoluta falta de apps. “Tentamos DE VERDADE incentivar os desenvolvedores de apps. Pagamos, escrevemos apps para eles...mas o volume de usuários é muito baixo para a maioria das empresas investir”, afirmou Belfiore.

Os comentários do VP da Microsoft chegam apenas alguns dias após a HP dizer ao The Verge que não planeja mais desenvolver uma linha de aparelhos em torno do seu dispositivo Elite X3, o último aparelho top de linha com o Windows Phone.

Recentemente, o Windows 10 Creators Update cortou 40% dos donos de aparelhos Windows Phone de upgrades, e a Microsoft revelou “receita insignificante dos celulares” após anos demitindo ex-funcionários da Nokia. Ou seja, esse anúncio (da morte do Windows Phone) está a caminho há muito tempo.

Enquanto o que um fã do Windows Phone deve fazer? Em um evento em agosto, o próprio Belfiore disse que usava o Samsung Galaxy S8 Microsoft Edition. E o cofundador da Microsoft, Bill Gates, revelou recentemente que também utiliza um smartphone com sistema Android. “Como um usuário final, mudei de plataforma pela diversidade de apps e hardware”, afirmou Belfiore em um post no Twitter. “Também vamos apoiar esses usuários! Escolha o que é melhor para você.”