Cloud Computing > Segurança de Cloud

Microsoft amplia recursos de segurança do Azure

Soluções Barracuda, Check Point, F5, Fortinet, Imperva e Trend Micro já estão disponíveis no Security Center

22 de Julho de 2016 - 17h43

A Microsoft acaba de liberar para o mercado o Azure Security Center. A ferramenta integra segurança na plataforma e incorpora soluções de parceiros da fabricante para elevar os padrões de proteção de serviços em nuvem.

A solução fornece aos clientes mais de 500 mil recomendações para melhorar os níveis de proteção de seus recursos. Para isso, utiliza análises avançadas, incluindo o aprendizado de máquina e a vasta inteligência global para detectar mais de 140 mil ameaças por mês, fornecendo alertas acionáveis e reduzindo dramaticamente o tempo de detecção e resposta.

Segundo a provedora, uma empresa leva, em média, mais de 200 dias para detectar uma brecha de segurança. Justamente por isso, manter a visibilidade e o controle da segurança no mundo digital é um desafio constante. E, à medida que os ataques mudam, acompanhá-los pode ser uma tarefa complicada.

Durante o período de preview, o Security Center ajudou clientes como Chronodrive, Jet.com e Metro Bank a ganhar visibilidade sobre o estado de seus recursos de segurança Azure, permitindo que eles tomassem controle das políticas de segurança de nuvem e monitorassem configurações de segurança enquanto auxiliava-os a detectar e responder a ataques ativos.

Em cenários nos quais controles de segurança adicionais são recomendados, a companhia afirma que o sistema facilita encontrar, desenvolver e configurar controles que são feitos no plataforma cloud da fabricante.

Soluções da Barracuda, Check Point, F5, Fortinet, Imperva e Trend Micro já estão disponíveis na solução. Ferramentas Cisco e Qualys virão nas próximas semanas. E o ecossistema continuará a crescer, porque sabemos que nossos clientes empregam uma grande variedade de ferramentas de segurança para proteger suas infraestruturas.