Negócios > Fusões e Aquisições

Micro Focus conclui fusão com divisão de software da HP Enterprise

Com a fusão, a empresa se torna a sétima maior fornecedora de software do mundo, com receita combinada de mais de US$ 4,4 bilhões

04 de Setembro de 2017 - 16h01

A Micro Focus concluiu a fusão com a divisão de software da Hewlett Packard Enterprise (HPE), o que dá origem a sétima maior fornecedora de software do mundo e maior empresa de tecnologia do Reino Unido listada na Bolsa de Valores de Londres, com receita combinada de mais de US$ 4,4 bilhões.

A transação, avaliada em US$ 8,8 bilhões, marca a quinta de uma série de transações de fusões e aquisições da Micro Focus nos últimos três anos — grupo Attachmate, Serena Software, HPE software.

Com a conclusão da fusão, Chris Hsu, que ocupava anteriormente os cargos de diretor de operações (COO) da HPE e vice-presidente executivo e gerente geral da HPE Software, foi nomeado o CEO da Micro Focus. "Estamos reunindo uma poderosa combinação de tecnologias e talentos posicionados singularmente para impulsionar a inovação focada no cliente em uma escala empresarial - capacitando organizações para que maximizem o ROI dos investimentos existentes em software, enquanto adotam o novo modelo híbrido de TI corporativa", disse Hsu.

Desde seu início, a Micro Focus foi projetada para construir, vender e suportar software. Com mais de 5,8 mil funcionários alocados na área de pesquisa e desenvolvimento (P&D), a empresa tem como foco auxiliar os clientes a resolver os problemas de tecnologia mais complexos, entregando soluções de ponta em escala empresarial em áreas-chaves, tais como DevOps, TI híbrida, segurança e gerenciamento de riscos, análise preditiva.

"Nossa estratégia de negócios permanece sólida, reunindo recursos de software que oferecem um alto grau de valor aos nossos investidores e um portfólio de soluções expansivas para nossos clientes para que possam maximizar seus investimentos já existentes em TI e adotar novas tecnologias – unindo essencialmente o antigo e o novo", pontua Kevin Loosemore, presidente executivo da Micro Focus.