Big Data > Analytics

Linx paga R$ 39 milhões pela ShopBack para expandir estratégia digital

Empresa fornece plataforma de cloud para retenção, reengajamento, remarketing e recaptura de usuários, por meio de big data e inteligência para engajamento

19 de Outubro de 2017 - 18h55

A Linx, fabricante brasileira de software de gestão para o varejo, adquiriu a ShopBack, empresa que fornece uma plataforma de cloud para retenção, reengajamento, remarketing e recaptura de usuários, por meio de big data e inteligência para engajamento. Cerca de 85% do volume do e-commerce brasileiro trafega mensalmente por sua solução, afirma a empresa.

A Linx pagará R$ 39 milhões à vista e, adicionalmente, sujeito ao cumprimento de metas financeiras e operacionais específicas no período compreendido entre 2017 e 2019, poderá pagar o valor adicional de até R$ 17,6 milhões.

“Essa mais recente aquisição está alinhada com os objetivos estratégicos da Linx de aquisições de tecnologias para o varejo, especialmente as que ajudem nossos clientes a melhorar a experiência de compra dos consumidores. Além disso, seguimos acelerando a migração para a nuvem e criando novas oportunidades em Big Data e inteligência para engajamento”, ressalta Alberto Menache, diretor-presidente da Linx.

A ShopBack foi fundada em 2015 como uma multiplataforma de cloud focada na retenção, reengajamento e recaptura dos 98% dos usuários que abandonam os sites dos clientes sem converter. Hoje conta com mais de 800 clientes entre eles, Webmotors, Nissan, Carrefour, Microsoft, Avianca, Hoteis.com, Bradesco, Arezzo, Schutz, Giuliana Flores, Telha Norte, Sephora, Honda, Renner, O Boticário, Motorola, C&C, Azul, Brastemp, Vivo, Oi.

Histórico de aquisições

O crescimento sustentável é objetivo da Linx. A estratégia de crescimento por aquisições da empresa teve início em 2008 e até hoje foram 23 processos nacionais e um processo internacional (Synthesis, em julho de 2017).