Tecnologias Emergentes > Tecnologia Espacial

Jeff Bezos venderá US$ 1 bilhão em ações da Amazon para financiar projeto espacial

A Blue Origin, empresa aeroespacial do fundador da Amazon, quer levar turistas ao espaço. Companhia também conseguiu recuperar foguetes lançados

07 de Abril de 2017 - 12h00

As ambições interplanetárias do terceiro homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, dependerão do sucesso da gigante do varejo online Amazon, da qual ele é fundador e CEO. Bezos revelou nesta semana que venderá cerca de US$ 1 bilhão em ações da Amazon a cada ano para acelerar sua corrida espacial pessoal.

Foi durante a conferência Space Symposium em Colorado, nesta quarta-feira (5), que o empresário declarou que o modelo de negócios para a Blue Origin a partir agora consiste em vender suas próprias ações. Ele também ressaltou que se depender dos negócios da Amazon, que também investe em outras tecnologias emergentes como inteligência artificial, drones e robótica, o futuro da Blue Origin estará garantido. "Então, o modelo de negócios para a Blue Origin é bem robusto", disse confiante.

Na semana passada, a companhia espacial divulgou as primeiras fotos do interior de sua cápsula New Shepard, revelando uma cabine espaçosa, com poltronas aparentemente confortáveis e enormes janelas. 

Bezos pretende levar humanos ao espaço em um serviço turístico praticamente exclusivo dado o valor de cada bilhete: US$ 300 mil.  

Ao lado da concorrente SpaceX, a Blue Origin tem testado com sucesso o envio e recuperação de foguetes. A empresa já conseguiu até mesmo a façanha de lançar um foguete já usado e recuperá-lo. 

A agência espacial de Elon Musk também conquistou o mesmo feito na semana passada, quando lançou um Falcon 9 usado pela primeira vez em 2016 e o recuperou, inaugurando um novo capítulo para os ambiciosos planos de Musk explorar Marte.