Infraestrutura > Banco de Dados

IRB Brasil economiza 30% ao migrar para SAP HANA operando em IBM Power

Companhia de resseguros obteve economia com upgrade da infraestrutura x86 e a troca do banco de dados Oracle pelo SAP HANA operando em servidores de missão crítica da IBM

01 de Maio de 2017 - 18h34

Em 2015, com a expansão acelerada dos seus negócios, a resseguradora IRB Brasil Re sentiu a necessidade de fazer o upgrade da infraestrutura x86, a qual suporta o software de planejamento orçamentário Business Planning and Consolidation (BPC) e a ferramenta de business warehouse Business Information Warehouse (BW) que integram as plataformas tecnológicas SAP HANA e SAP HANA Live. Após um extenso levantamento, a melhor opção encontrada foi migrar tudo para a plataforma IBM Power Systems.

A IRB tem escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Buenos Aires, Nova Iorque e em Londres, e, devido à complexidade e a criticidade do negócio, a infraestrutura de TI funciona como o coração da companhia, principalmente no lançamento de novos serviços em conjunto com as áreas de negócios.

A escolha, segundo a companhia, levou em conta a confiabilidade, disponibilidade, facilidade no gerenciamento e redução de até 30% nos custos de aquisição e do custo total de propriedade (TCO), além de os servidores do IBM Power Systems serem considerados as melhores plataformas para aplicativos de missão crítica.

A empresa contratada para a instalação e configuração dos servidores e instalação do SAP HANA para posterior migração (realizada pela própria SAP) foi a PróCanal, especializada em soluções IBM e serviços de TI, que já tinha sido a responsável pela implementação do SAP HANA nos servidores x86.

“Durante todo o projeto, tivemos 100% de envolvimento com a equipe de TI da IRB, atendendo todos os pré-requisitos imediatamente, facilitando e agilizando todas as tomadas de decisões necessárias. Com isso, conseguimos concluir o projeto com alguns dias de antecedência”, detalha o responsável pelo projeto na PróCanal, Felipe Fineza.

Nesse processo, a TI da IRB passou a vislumbrar a redução dos custos com o licenciamento do banco de dados Oracle e a sua migração para SAP HANA operando em Power Systems.

“Essa mudança representará um ganho financeiro de 30%, considerando o custo total de propriedade e de aquisição”, estima Felipe Bessa Mariz, especialista de TI da Gerência de Operação e Infraestrutura da IRB.

Segundo ele, além do Power Systems prover alta disponibilidade, melhor gerenciamento e segurança que o x86, é um ambiente desenvolvido para rodar HANA, devido a cooperação entre SAP e IBM mundialmente na criação de produtos que se integram para ter melhor performance juntos.

De acordo com o Gerente de Operação e Infraestrutura da IRB, Antônio Marques, outra grande vantagem é que o banco de dados HANA está incluído no contrato com a SAP. “Tivemos uma significativa redução de custos e também de recovery point objetive [POR] e recovery time objective [RTO]. Dois itens fundamentais para mitigar possíveis paradas em nosso ambiente, que precisa de alta confiabilidade para operar 24x7”, explica Marques. 

Ter uma TI com esse grau de disponibilidade se tornou fundamental quando surgiu a demanda em ter todo o ambiente da sede, localizada no Rio de Janeiro, replicada na filial paulista.

Bessa afirma que a percepção em relação a melhora no desempenho do sistema foi percebida por todas as áreas de negócios, totalizando 400 usuários. A realização de algumas transações, antes rodando no BD Oracle, teve uma redução de até 50% ao rodar no banco de dados HANA.

Com a total integração do ambiente SAP, vários processos foram simplificados. Na época, o ambiente tinha 270 sistemas para suportar a operação da IRB, hoje foi reduzido para apenas 40, tornando o ambiente realmente estratégico.

Outro benefício mensurado foi na confiabilidade da recuperação e replicação dos dados, que em HANA é tremendamente mais rápida, comparado ao que ocorria no Oracle. “No Rio de Janeiro, onde temos o SAP HANA em alta disponibilidade, a replicação é em tempo real. Já a replicação entre São Paulo e Rio de Janeiro é assíncrona”, completa Marques.

Nesse novo cenário, a IRB melhorou a programação de manutenções e reduziu as horas extras do seu pessoal de TI, que passou a se concentrar em atender às demandas reprimidas para lançar produtos inovadores no mercado de resseguros corporativos.

“Desde o início, o trabalho da PróCanal foi de total relevância para a estabilidade dos negócios em todas as etapas de mudança de plataforma, garantindo os níveis de SLA contratados e superando nossas expectativas”, afirmam os executivos da TI da IRB. “Era fundamental atender o pré-requisito de usar HANA e a PróCanal elaborou toda a infraestrutura e nos deu suporte para a migração. A excelência dos seus serviços, altamente qualificados, resultou em uma nova contratação para a 2o fase do projeto”.

Atualmente, a TI da IRB, em conjunto com a SAP, está se preparando para finalizar a migração do Oracle para HANA que rodará junto com o big data —que está em andamento — em uma infraestrutura robusta e preparada para melhorar a qualidade dos relatórios e dashboards. A mineração dos dados, incluindo a base histórica, será fundamental para melhorar a tomada de decisão, com a extração de informações estratégicas para as áreas de negócios.