Tecnologia > Lançamentos

InterSystems abre plataforma para desenvolvedores

Empresa anuncia lançamento do FHIR Sandbox para desenvolvimento de aplicações

20 de Março de 2018 - 15h21

A fornecedora global de tecnologias para aplicações na área da saúde InterSystems anuncia o lançamento do FHIR Sandbox , plataforma que permite aos desenvolvedores conectarem múltiplos registros de saúde quando estiverem testando e desenvolvendo aplicações SMART em FHIR.

O ambiente virtual vai atuar como um gateway para o SMART (Substitutable Medical Apps & Reusable Technology) em FHIR (Fast Healthcare Interoperability Resources), aplicações que serão testadas via o HealthShare, suíte de soluções conectadas de saúde da InterSystems.

Construído sobre uma plataforma aberta e baseada em padrões de mercado, as aplicações SMART em FHIR diminuem as barreiras para que profissionais inovadores de TI especializados em saúde consigam participar de todo o ecossistema de aplicações.

No mundo da saúde distribuída de hoje, no qual um paciente típico nos EUA se consulta com dois clínicos gerais e sete especialistas de quatro práticas ao longo de um ano, as aplicações de saúde precisam de dados de diversas fontes – Registros Eletrônicos de Saúde (Electronic Healthcare Records) e outros – para serem efetivas. A maior parte dos ambientes de teste SMART em FHIR é específica a uma empresa ou a um EHR. O FHIR sandbox da InterSy stems trabalha sobre um registro médico unificado que agrega dados de diversas configurações, fontes e sistemas.

Segundo a empresa, o FHIR sandbox da InterSystems resolve um dos maiores desafios enfrentados para iniciantes na comunidade de TI no setor de saúde – conseguir acesso a dados relevantes e realistas para testes. O sandbox inclui uma galeria de exemplos de aplicações SMART em FHIR. Alimentado pelo HealthShare, o FHIR sandbox também permite que os usuários sejam capazes de testar a funcionalidade das suas próprias aplicações SMART em FHIR.

Russell Leftwich, Clinical Advisor da InterSystems, destaca que as necessidades de dados médicos não são iguais para todos. "Um pediatra, por exemplo, vai ter preferência por dados totalmente diferente de um cardiologista. O problema é que criar um tipo de personalização como esse é extremamente demorado e caro do ponto de vista de desenvolvimento. O FHIR sandbox da InterSystems não só permite que os desenvolvedores consigam testar as suas aplicações em um ambiente de múltiplas fontes e que funciona independentemente do fornecedor, mas também atende a necessidade por aplicações simplificadas e personalizadas que funcionam em qualquer cenário de atendimento", comenta.