| Saiba mais  Patrocinado por

Inteligência analítica para todos, em um único lugar

Administre inteligência analítica de ponta com uma plataforma de analytics aberta

14 de Dezembro de 2017 - 12h40

Deixe-me apresentá-los a alguns funcionários inteligentes, e com mentalidade analítica, de um banco nacional em expansão que estão encontrando resultados positivos com analytics em suas divisões:

- James é um cientista de dados no grupo de desenvolvimento de negócios que analisa dados para criar ofertas personalizadas para os clientes Premium do banco.

- Susan é uma profissional de marketing digital que rastreia e influencia a jornada do consumidor para possíveis clientes com hipotecas.

- Christina é uma analista de risco que constrói modelos de risco para a carteira de empréstimos do banco.

- Marvin é um cientista de dados em um banco varejista líder que toma para si as análises dos dados de clientes locais na sua agência.

Contando todos eles, esses funcionários empreendedores estão usando uma dúzia de diferentes pacotes para inteligência analítica e gerenciamento de dados. Desde Informatica e SAS® até Python e R, algumas dessas aplicações são open source, outras são baseadas na nuvem e algumas são apresentadas como aplicações corporativas.

Como o departamento de TI desse banco pode garantir que todos esses projetos estejam utilizando dados confiáveis, modelos precisos e um processo rigoroso de análise que garantirá bons resultados? E de quem é a responsabilidade de costurar todas essas diferentes bases de códigos e cenários de negócios para traçar a jornada do cliente ou encontrar outras oportunidades para analytics?

Um único ecossistema para inteligência analítica

O que esse banco precisa é de um lugar para reunir os dados de análises, para consolidar seus esforços analíticos de rastreio e monitoramento e para fornecer acesso apropriado para modelos entre divisões. Mas como uma plataforma pode cercar toda essa atividade analítica, fornecer fácil acesso para todos os níveis de usuários e administrar projetos open source?

“Você precisa incluir inteligência analítica na ‘TI invisível’ que ocorre na organização”, diz Fiona McNeill, Gerente de Marketing de Produtos Analíticos do SAS. “Uma plataforma para governança analítica pode te impedir de fazer coisas legais ao entregar valor de negócios”.

McNeill recomenda uma única plataforma que seja centralizada e inclusiva, flexível e resiliente. “Você precisa de algo que possa adaptar-se aos seus requisitos de TI ao invés de algo que force seus requisitos de TI a mudarem”.

O sistema deve ser abrangente, inclusivo e acessível a diferentes usuários, combinando capacidades de gerenciamento de dados, funcionalidades analíticas e governança de modelos para cientistas de dados.

“Mas principalmente, ela precisa administrar toda a inteligência analítica, não apenas uma parte”, disse McNeill, especialmente os pacotes de open source que não vêm com suas próprias funcionalidades de governança.

Como funciona uma plataforma de governança de inteligência analítica

Mas o que é uma plataforma de governança analítica? É um software que te permite conectar todo o seu ecossistema analítico. Ela trabalha nos bastidores para ajudar cientistas de dados a gerenciar modelos e auxiliar no atendimento às normas de auditoria analítica de TI. Ela fornece informação sobre versões de modelos, trilhas de auditorias, linhagem de modelos e fontes de dados.

E como uma plataforma de governança analítica funciona? Cientistas de dados registram modelos ao inventário e analistas aplicam regras de negócios para descrever as condições nas quais um modelo deve disparar. Tudo é documentado e testado para os propósitos de implantação. Como resultado, a TI entende o contexto de negócios associado a cada modelo desenvolvido. O sistema garante resultados precisos através do monitoramento de inventário, desempenho e implantação.

Para analistas, a plataforma de governança analítica fornece um inventário centralizado de métodos analíticos e um código base padronizado que pode ser incorporado em qualquer atividade ou ação de implantação. Códigos são portáteis, então eles podem ser definidos uma vez, operados em qualquer lugar e dimensionados para resolver problemas de qualquer tamanho. E você pode facilmente dizer se um modelo é um campeão, um desafiador ou gerado automaticamente.

“Não é incomum que cientistas de dados recodifiquem modelos em diferentes linguagens e imaginem porque os resultados não condizem”, diz Oliver Schabenberger, Vice Presidente Executivo e Diretor de Tecnologia do SAS. “Com governança analítica você pode aplicar inteligência analítica nos mesmos dados de diferentes linguagens e não precisa se preocupar com idiossincrasias e diferenças de implementação de algoritmos, opções e modelos de dados. A consistência e a padronização da ponta final removem as preocupações sobre diferenças na ponta inicial”.

Uma plataforma de governança analítica permite que todos os usuários dos dados possam ser apoiados pelo melhor algoritmo. Não importa em qual linguagem você o escreva ou onde você o aplique – você sabe que ele será preciso.

“Com a governança em operação, não há mais a discussão entre um algoritmo em um pacote R ou uma biblioteca Python”, diz Schabenberger. “As linguagens executam o mesmo código analítico no mesmo modelo de dados, não importando como você o dispare. E todas as linguagens colhem o benefício do multiencadeamento, da computação distribuída, do acesso comum aos dados e dos modelos de segurança”.

Schabenberger compara governança analítica com governança web, explicando que você pode abrir uma página a partir de diferentes laptops, tablets ou smartphones e ainda assim ver o mesmo conteúdo. Os padrões de governança web permitem que isso seja possível.

Governança analítica funciona do mesmo modo. Você pode obter dados e construir modelos de diferentes sistemas por toda a organização e a plataforma de governança analítica garante uniformidade, precisão e desempenho.

Inteligência analítica aberta e corporativa juntas em uma plataforma

Vamos voltar ao banco do início do artigo. Governança analítica permite que essa organização seja aberta o suficiente para que James, Susan, Christina e Marvin possam usar suas ferramentas preferidas e o banco possa garantir resultados consistentes de nível empresarial entre todos os diferentes pacotes. A TI agora controla as implantações de inteligência analítica e os dados para garantir que todo mundo está trabalhando com os mesmos modelos de dados.

Quando tantos usuários diferentes acessam os dados de maneiras distintas, governança analítica é a base para boas decisões. “Se você quer entregar valor real com inteligência analítica, do conceito à inovação, da implantação ao ROI, você precisa de uma plataforma de governança analítica”, diz McNeill.

Leia o Relatório de Melhores Práticas da TDWI:  "Operacionalizando e Embarcando Analytics para Resultados"

O relatório da TDWI de Melhores Práticas descreve estratégias atuais e tendências futuras para integração de analytics entre as dimensões organizacionais e técnicas, incluindo cultura organizacional, infraestrutura, dados e processos.

*Rui Bueno é Gerente de Pré-Vendas LATAM do SAS