Segurança > Estratégia

Intel Security volta a se chamar McAfee e passa a operar de forma independente

Fechamento do investimento, anunciado anteriormente da TPG Capital e da Intel, avaliou a empresa em U$ 4,2 bilhões

04 de Abril de 2017 - 15h02

A McAfee, fornecedora de soluções de segurança cibernética, começou a operar nesta terça-feira, 4, como empresa independente.  O lançamento marca o encerramento do investimento anunciado anteriormente pelo fundo TPG e pela Intel para estabelecer uma empresa com foco exclusivo em segurança com acesso a recursos de capital, operações e tecnologia. A marca McAfee havia sido integrada à Intel Security, empresa de segurança da fabricante de chip.

Em comunicado, a McAfee também anunciou que o fundo de venture capital Thoma Bravo uniu-se à empresa como investidor minoritário por meio de um contrato com a TPG. Como anunciado anteriormente, a Intel mantém os 49% de participação societária na nova companhia.

“Segurança cibernética é o maior desafio da era conectada, sendo uma grande preocupação para pais, executivos e líderes mundiais”, disse Christopher Young, CEO da McAfee. “Como empresa independente com propósito claro, a McAfee ganha a agilidade para unir pessoas, tecnologias e organizações contra nossos adversários comuns e garantir que nosso futuro tecnológico seja seguro.”

“Oferecemos total apoio a Chris Young e à equipe McAfee à medida que se estabelecem como uma das maiores empresas com foco exclusivo em segurança cibernética do setor”, disse Brian Krzanich, CEO da Intel.

A companhia também traçou uma nova visão estratégica, focada em inovação, confiança e colaboração. A McAfee representa mais de 7,5 mil dos mais talentosos profissionais de segurança cibernética do setor, além de deter mais de 1,2 mil patentes de tecnologia de segurança e ser continuamente reconhecida no setor por seus produtos.