Infraestrutura > Telecom

Integra Optics investe no Brasil com fábrica de fibra óptica em Piracicaba

Companhia norte-americana traz para o país unidade de produção internacional. Astronauta brasileiro Marcos Pontes será embaixador da marca

31 de Janeiro de 2016 - 18h28

A empresa norte-americana Integra Optics, especializada na fabricação de produtos e componentes de fibra óptica, escolheu o Brasil para montar sua primeira unidade de produção internacional, na cidade de Piracicaba, São Paulo. O anúncio do lançamento e da implantação da nova fábrica foi feito por executivos da companhia durante a Feira Metroconnect 2016, em Miami.

No evento, a empresa também anunciou que o astronauta brasileiro Marcos Pontes (foto) será embaixador da marca Integra Optics. Pontes auxiliará na divulgação da marca, no desenvolvimento de novas estratégias de negócios, na criação de novas oportunidades de negócios e parcerias.  Além da implantação de uma fábrica no país, o grupo Integra Optics atuará em ações de Responsabilidade Social em parceria com a Fundação Astronauta Marcos Pontes. 

Um estudo realizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em 2013, aponta que o Brasil tem o potencial de triplicar o mercado de fibra óptica até 2018. O mercado brasileiro cresceu 7,4% em 2015, tornando-se o sexto maior mercado com US$ 81 bilhões em negócios, de acordo com a empresa de consultoria International Data Corporation (IDC).

Segundo a Integra Optics, a fábrica de Piracicaba será auto-sustentável, com uma equipe de engenheiros própria, que fornecerão aos clientes transceptores ópticos de alta qualidade 100% compatíveis com OEMs, componentes passivos e de rede HFC. A companhia deverá gerar mais de 100 empregos direitos e indiretos. 

A linha de produtos da companhia abrange transceptores, condutores, receptores, switchers, transceiver, plugs e jumpers, smartcoder, entre outros itens. O grupo também lançou recentemente a IntegraLED, join venture focada em produtos com a tecnologia LED, considerada a tendência para o futuro em Tecnologia.

"Existe uma imensa demanda no Brasil para a expansão das telecomunicações e banda larga adicional à medida que cada vez mais consumidores estão usando a Internet e os usuários comerciais estão migrando para a nuvem", disse Jeff DeWeese  (foto), Diretor de Operações da Integra Optics. "Nossa unidade do Brasil está apta a satisfazer a essa demanda. A fábrica é nossa primeira unidade de engenharia, codificação personalizada e produção com inventário significativo e é a única unidade de operação de componentes especiais para redes de fibra óptica no Brasil."

No Brasil, o cargo de Diretor Executivo da Integra Optics será ocupado por Odilon Claro de Oliveira Jr. Segundo o executivo, a oferta de produtos no país deverá suprir uma lacuna de mercado que dependia de importação. "Com o estabelecimento da INTEGRA OPTICS no Brasil, além de evitarmos a saída de divisas, passaremos a exportar para as Américas do Sul e Central e gerar empregos no país, justamente na contra mão do cenário econômico atual."