Negócios > Impressão 3D, Internet das Coisas

Impressoras 3D impulsionarão a próxima Revolução Industrial, projeta HP

Fabricante vai lançar suas impressoras com a tecnologia até o final do ano. Foco da companhia é o mercado corporativo, revela CFO

04 de Março de 2016 - 14h44

A HP quer impulsionar a “próxima revolução industrial” e provocar uma mudança na maneira como os produtos são fabricados com suas novas impressoras 3D.

As primeiras impressoras 3D da empresa serão lançadas ainda neste ano, afirmou nesta semana a CFO da HP, Cathie Lesjak, durante o evento Morgan Stanley Technology, Media and Telecom Conference.

A fabricante anunciou suas impressoras 3D pela primeira vez em 2014, e agora está se preparando para o grande lançamento. A HP busca contratar especialistas em materiais, engenheiros mecânicos, gerentes e pessoais de vendas para sua entrada no mercado de impressão 3D.

A HP possui uma rica história no segmento de impressão e está entrando em um mercado de impressão 3D que, nos últimos 20 anos, vem sendo atrapalhadas por problemas de tecnologia e suporte. A companhia quer tornar a impressão 3D mais ágil, barata e rápida para o mercado corporativo.

“Nós não estamos terrivelmente interessados na impressão 3D para os consumidores finais. Estamos interessados na área comercial”, afirmou a executiva.

A tecnologia oferece diversas vantagens para as empresas. Em vez usar várias máquinas para fazer um produto, as companhias poderão usar uma única impressora 3D para fabricar as partes, explica Lesjak.

As empresas poderão diminuir os custos de produção ao fabricarem produtos internamente. Com a habilidade de imprimir partes quando necessários, as companhias não precisarão se preocupar em ficar com excesso de inventário, destaca a CFO.

A Nasa, por exemplo, está criando um motor de foguete usando uma impressora 3D, e empresas já fabricam peças de carros e equipamentos médicos com a tecnologia.

A HP quer fornecer um conjunto completo de ferramentas para levar objetos 3D à vida. Os usuários podem criar e manipular objetos 3D com o inovador desktop Sprout. A HP também quer permitir que os usuários imprimam objetos 3D de mundos virtuais.

A impressora 3D da HP é baseada na chamada tecnologia multi jet, que mistura tecnologia convencional de impressão 3D com novas técnicas e materiais. O processo de impressão 3D envolve fundir materiais com um jato fluido da “cabeça” da impressora. O calor é aplicado para solidificar o objeto 3D, e outros materiais são aplicados para refinar a finalização. O processo é repetido diversas vezes.

A impressora da HP terá suporte para materiais e tintas avançados. O produto também vai usar regras de design e métodos de precisão em produção normalmente aplicados à fabricação de circuitos integrados.