Cloud Computing > Blockchain, Estratégia, I.A., Internet das Coisas

IBM lança Cloud Garage para acelerar inovações em nuvem no Brasil

Iniciativa representa evolução da Garagem 11.57, espaço de inovação em São Paulo

07 de Março de 2018 - 09h50

O Brasil é o 11º país a fazer parte da rede global IBM Cloud Garage, iniciativa que, na operação local, representa a evolução do conceito da Garagem 11.57, espaço desenvolvido para acelerar a entrega de projetos inovadores para clientes e parceiros com foco em transformação digital na nuvem.

A nova IBM Cloud Garage passa a oferecer aos clientes uma melhor experiência de design thinking, agilidade na produção de projetos e mais valor para os clientes que procuram um parceiro para inovação ágil. Ainda, a unidade em São Paulo funcionará como um polo para toda a América Latina, permitindo que outros países da região se beneficiem dos serviços de Garagem, trazendo mais visibilidade para os processos de inovação. O Brasil é o primeiro país da América Latina a receber a iniciativa.

Marcelo Braga, VP de Cloud da IBM Brasil, explica que, enquanto a Garagem 11.57, inaugurada há um ano, era uma implementação local do conceito no Brasil, a Cloud Garage traz de fato novas capacidades de entrega de inovação e conteúdo desenvolvido mundialmente. Além de integrar a Garagem brasileira ao seleto grupo de IBM Cloud Garages existentes nos EUA e na Europa.

A aposta da empresa é que a nova estratégia possa potencializar o espaço com competências mais profundas em áreas de tecnologias emergentes, como computação cognitiva (com a plataforma Watson), internet das coisas (IoT) e blockchain, além de aumentar a capacidade de execução de projetos simultaneamente. "Este segundo ponto é particularmente importante pois a demanda pelos serviços da Garagem tem se revelado muito grande desde sua inauguração", comenta Braga, em entrevista à Computerworld Brasil.

Na prática

Atualmente são mais de 15 clientes na Garagem e Braga diz que é alta a expectativa em relação ao numero de clientes e projetos que a empresa poderá entregar com o IBM Cloud Garage este ano, nao apenas para Brasil mas como para toda a América Latina.

Entre os projetos já realizados no local está o de blockchain com a BRF e o Carrefour. No ano passado, as empresas desenvolveram um projeto em conjunto para o projeto “Food Tracking”, que rastreou produtos por meio de blockchain. O objetivo é que o consumidor tenha acesso, de maneira simples e objetiva, à procedência dos alimentos, considerando todas as etapas do negócio: produtiva, comercial e logística. O projeto representa um grande avanço para revolucionar o setor de varejo com o blockchain.

Foco em cloud

O anúncio reforça a importância estratégica do Brasil, que se torna cada vez mais um hub de inovação para empreendedores, startups e empresas dos mais diversos segmentos. Também reafirma os investimentos e movimentos que a IBM tem feito em computação em nuvem. Em 2017, por exemplo, a empresa registrou aumento de 30% nas vendas de cloud, o que representa mais de US$ 17 bilhões em receita.

Braga destaca que parte central da forma como a IBM ajuda cliente no processo de transformação digital é ajudá-los a atingir resultados com o uso de cloud de forma acelerada e ágil. "A Garagem é parte central desta estratégia, pois permite aos clientes alcançar valor focando em três áreas: identificação e seleção de áreas de oportunidades de alto impacto por meio da metodologia design thinking, desenvolver estas ideias de forma ágil utilizando a plataforma de inovação PaaS da IBM Cloud e, finalmente, com a entrega de um MVP (Produto Mínimo Viável), uma aplicação pronta para uso por parte do cliente", lista.

"Tudo isso é executado em um prazo de semanas permitindo assim acelerar tremendamente o processo de inovação de nossos clientes."

A ideia, portanto, é unir o poder e a agilidade de cloud para acelerar projetos de IoT, Watson e blockchain e transformar horizontalmente os processos de clientes. "É uma combinação poderosa: executar de forma acelerada novos melhorias e capacidades e mudar a forma de fazer as coisas de de forma a gerar mais valor", finaliza.