Tecnologias Emergentes > Computação Cognitiva, Finanças, Internet das Coisas

IBM Brasil lança Garagem 11.57 para IoT, blockchain e computação cognitiva

Iniciativa que já existe nos Estados Unidos chega agora ao Brasil e quer atrair clientes e parceiros para usar metodologia Bluemix

17 de Fevereiro de 2017 - 08h52

A IBM Brasil inaugurou nesta quinta-feira (16/02) um espaço que visa acelerar projetos que envolvam computação cognitiva, Internet das Coisas e blockchain que façam uso da IBM Bluemix, plataforma para aplicativos na nuvem.

Batizado de Garagem 11.57, o espaço localizado na sede da empresa em São Paulo conta com um time de especialistas da companhia que irão auxiliar clientes e parceiros na implementação de projetos por meio da Metodologia IBM de Garagem Bluemix, um conjunto de práticas que auxiliam na organização, construção, implementação e escalabilidade de aplicações na nuvem. 

O procedimento já é utilizado em outras garagens da IBM espalhadas pelo mundo, como São Francisco (EUA), Nova York (EUA), Melbourne (Austrália) e Tóquio (Japão), sendo esta a primeira do tipo em toda a América Latina.

Além da construção de aplicativos nativos da nuvem, a Metodologia IBM de Garagem Bluemix também está presente no desenvolvimento e design de aplicações para dispositivos móveis, cujas APIs são escolhidas por meio de um plano estratégico. 

“Vamos oferecer um espaço aos nossos clientes e parceiros que atenda a aceleração e expansão de projetos de transformação digital. Coincidentemente, a Garagem 11.57 surgiu no ano de centenário da IBM Brasil, posicionando o País à frente de projetos inovadores em toda América Latina”, afirma Mauro D’Angelo, diretor de Soluções de Indústria da IBM Brasil.