Tecnologias Emergentes

IBM apresenta menor computador do mundo

Do tamanho de um grão de sal, equipamento é uma das novidades da conferência anual da companhia nos EUA

19 de Março de 2018 - 13h07

A IBM antecipou nesta segunda-feira (19/3) um dos lançamentos que mais devem atrair a curiosidade dos participantes do Think, evento global da companhia realizado nesta semana em Las Vegas, nos EUA. A companhia criou o menor computador do mundo, do tamanho - ou até menor - que um grão de sal.

O equipamento, com 1 milímetro quadrado, tem poder de computação do chip x86, de 1990 - comparação desfavorável com o que temos hoje em termos de processamento, mas ele custará menos de US$ 0,10 para fabricação. Segundo a empresa, serão "várias centenas de milhares de transistores", o que permitirá "monitorar, analisar, comunicar e até mesmo atuar em dados".

A novidade é fruto de pesquisas do IBM Research e faz parte das previsões anuais 5 em 5, realzada durante a conferência.

"Nossa missão na IBM é ajudar nossos clientes a mudar a maneira como o mundo funciona. Não há melhor exemplo disso do que as previsões de tecnologia anual "5 em 5" da IBM. Todos os anos, mostramos alguns dos maiores avanços dos laboratórios globais da IBM Research - cinco tecnologias que acreditamos que vão reestruturar fundamentalmente os negócios e a sociedade nos próximos cinco anos. Esta inovação é informada pela pesquisa que está ocorrendo na IBM Labs, o trabalho de ponta em curso com nossos clientes e as tendências que vemos no cenário de tecnologia/negócios", destaca Arvind Krishna, Head of IBM Research, em post no blog da companhia.

Segundo o executivo, este ano o 5 em 5 é muito mais do que uma vitrine de inovação pioneira - é uma reafirmação do papel da tecnologia como uma força para o bem em um mundo que precisa desesperadamente dela. "A capacidade da sociedade de superar desafios intratáveis ​​e ameaças sem precedentes depende de avanços constantes em tecnologias como AI, blockchain, criptografia de rede e computação quântica - tudo o que a IBM Research investiu em grande medida. Nós temos nossos cientistas para agradecer por fazer este progresso essencial possível - e por nos dar sistemas poderosos, podemos confiar que nos permitem olhar com uma esperança renovada para o futuro", completa.

A Big Blue ainda não definiu quando lançará o equipamento, mas uma coisa é certa: o futuro está aqui e talvez precisaremos de microscóio para vê-lo.

A Computerworld Brasil está em Las Vegas para a cobertura do Think e trará mais detalhes sobre essa e outras novidades da Big Blue durante a semana. Fique ligado!