Aplicações > ERP, Storage

Hospital das Forças Armadas automatiza gestão e adquire novo sistema de storage

O HFA tem cerca de 1,5 mil usuários cadastrados, que fazem 500 acessos simultâneos na rede, e atende a 500 mil pessoas por ano

19 de Outubro de 2016 - 12h55

O Hospital das Forças Armadas (HFA) está em fase final de implantação do software de gestão hospitalar Soul MV, que automatiza processos desde a área médica até a administração de contas e controle de estoque. O HFA atende a cerca de 500 mil pessoas anualmente, incluindo oficiais do Exército, Marinha e Aeronáutica e a Presidência da República. 

“Temos grandes expectativas para os próximos meses, porque o software de gestão vai abarcar todos os sistemas do HFA e, por isso, exigir uma capacidade muito grande de processamento”, afirma o major Alexandre Lauria, que ocupava o posto de gestor de TI do hospital durante o processo de implantação. “À medida que atendemos mais pacientes, melhoramos a nossa receita e aprimoramos a nossa capacidade de atendimento aos usuários, além de destinarmos mais investimentos para a área de pesquisa, um dos pilares da entidade”.

O principal desafio para o HFA era a avaliação e utilização de um grande volume de dados simultaneamente. Atualmente, a organização tem mais de 1,5 mil usuários cadastrados para acesso ao sistema, que realizam cerca de 500 acessos simultâneos diariamente, em três turnos de trabalho. Com a expectativa de aumento significativo do número de acessos, principalmente na busca de imagens e prontuários eletrônicos, foi preciso ampliar a capacidade de armazenamento dos dados, dedicado quase totalmente ao arquivamento de imagens de exames realizados nos pacientes.

Para isso, o hospital contratou uma solução em SSD da Pure Storage, com disponibilidade 24 horas, sete dias por semana, e recursos de gerenciamento. Para a escolha do sistema, o major Lauria destaca que pesou a alta taxa de compressão, sem perda de qualidade, e o custo operacional abaixo do encontrado no mercado. Segundo ele, o espaço dedicado ao armazenamento já diminuiu em quatro vezes, com perspectiva de cair para uma taxa de nove vezes, quando o sistema estiver funcionando plenamente. Há ainda uma expectativa de diminuição considerável do uso de energia elétrica. O HFA segue orientações do programa Esplanada Sustentável, do Governo Federal, para reduzir uso e custos de eletricidade.

Como benefício direto, a agilidade no processamento de dados foi sensível, segundo Lauria. Desde a implantação de dois FlashArrays Pure Storage, cada um com 5 Tb de armazenamento, a velocidade do sistema aumentou em três vezes, incremento que pode chegar a nove vezes. A mudança também melhorou a comunicação da área técnica com a de negócios, proporcionando uma melhor performance nos sistemas estruturantes do HFA. Em relação à segurança, o major diz que registra taxa de chamada zero desde a implantação.

Localizado em Brasília (DF), o hospital tem como objetivo propiciar um atendimento mais humanizado e vem investindo em soluções de tecnologia que garantam mais agilidade e precisão aos atendimentos.