Cloud Computing > Cloud Híbrida

Gastos com nuvem devem consumir fatia maior dos orçamentos de TI em 2017

Estudo mostra que há por parte das empresas uma dependência crescente de serviços externos de infraestrutura, aplicações, serviços de gerenciamento e segurança

20 de Novembro de 2016 - 23h09

As empresas gastam atualmente 28% do seu orçamento total de TI com serviços de hospedagem e nuvem, índice que deve subir para 34% em 2017, de acordo com estudo da 451 Research. Segundo o instituto de pesquisas, há uma dependência crescente de serviços externos de infraestrutura, fornecimento de aplicações, serviços de gerenciamento e segurança.

Embora os provedores de hospedagem e de nuvem se posicionem como os principais provedores de infraestrutura, a pesquisa mostra que apenas 31% dos gastos das empresas hoje são destinados a serviços de infraestrutura. Isso porque, quase 70% do orçamento provisionado para hospedagem e nuvem estão sendo direcionados para outros serviços, tais como serviços de aplicativos (42%), serviços gerenciados (14%), serviços de segurança (9%) e serviços profissionais para capacitação em nuvem (5%).

O levantamento revela ainda que uma parcela significativa dos gastos com hospedagem e serviços em nuvem destina-se a infraestrutura não gerenciada ou autogerenciada ou serviços de aplicativos. Além disso, quase a metade (44%) dos gastos com serviços de infraestrutura e 49% dos gastos com serviços de aplicativos são para produtos agregados a serviços gerenciados ou de segurança adicionais.

"Os mercados de IaaS não gerenciado e SaaS são dominados em larga escala por grandes fornecedores", diz o analista da 451 Research, Liam Eagle. "No entanto, essa tendência de gastos em outros serviços indica que há uma demanda por categorias de serviços agrupados, que um número mais amplo de prestadores de serviços gerenciados estão mais bem posicionados para entregar."

Segundo o analista, há muitas oportunidades para os prestadores de serviços que oferecem um conjunto diversificado de hospedagem e serviços em nuvem, que inclui infraestrutura e hospedagem de aplicativos, bem como serviços gerenciados e serviços de segurança.

A pesquisa constatou também que as empresas usam serviços de hospedagem e nuvem fornecidos por uma ampla e variada gama de provedores. Os provedores de infraestrutura em nuvem pública, que são utilizados por 69% das empresas, são os mais comuns, seguidos pelos fornecedores de hospedagem gerenciada, usados por 26% das empresas.

De acordo com Eagle, o uso de IaaS e SaaS é forte e esses segmentos de mercado são dominados por um pequeno número de fornecedores já estabelecidos. "O mercado de infraestrutura gerenciada e serviços de aplicativos é o de cauda mais longa, com mais oportunidades para provedores que enfatizam a experiência operacional, otimização e proteção da infraestrutura e os aplicativos que fornecem", disse ele.

"Há também oportunidades para o fornecimento de serviços baseados na revenda de infraestrutura e serviços de aplicativos dos grandes fornecedores de IaaS e SaaS", finaliza.