Cloud Computing > Cloud Pública, Pesquisas de Mercado, SaaS

Gartner projeta que cloud pública movimentará US$ 204 bilhões em 2016

Consultoria afirma que mercado irá evoluir em função das migrações de legados para um ambiente de computação em nuvem

26 de Janeiro de 2016 - 18h22

O mercado global de cloud pública atingirá nada menos do que US$ 204 bilhões ainda em 2016. A projeção do Gartner indica uma expansão de 16,5% sobre os US$ 175 bilhões que movimentados no ano anterior.

“Os serviços de nuvem pública seguem demonstrando alta taxa de crescimento e isso deve continuar, pelo menos, até 2017”, projetou Sid Nag, diretor de pesquisa da consultoria, em comunicado.

Segundo o especialista, a forte expansão reflete um processo intenso de migração de sistemas legados para soluções baseadas em nuvem, em um movimento atribuído ao processo de preparação das organizações para entrega de suas estratégias digitais.

Enquanto os orçamentos gerais destinados a contratação de TI avançam a uma taxa entre 1 a 3%, serviços em public cloud avançam de forma muito mais acelerada. Analistas atribuem isso a chegada de um estágio de maturidade do conceito de aquisição de recursos computacionais como serviço.

O Gartner acredita que o grande crescimento projetado para 2016 virá de projetos de adoção de infraestrutura como serviço (IaaS), que devem avançar 38,4% sobre os números do ano passado. Esse segmento deve movimentar um total de US$ 22,4 bilhões até dezembro.

Software as a Service deve evoluir a uma taxa de 20,3% sobre o ano passado, chegando US$ 37,7 bilhões. Gestão de nuvens e serviços de segurança crescerão 24,7% pelas projeções da consultoria, enquanto as vendas de plataforma (PaaS) viverá um período de evolução de 21,1% no comparativo anual.

Distância

Os números do Gartner constrastam (e bastante) com as projeções recentes liberadas pela IDC, que estima gastos globais com serviços públicos de computação em nuvem atingirão US$ 141 bilhões apenas em 2019.

A previsão da companhia de pesquisa de mercado indica um crescimento anual composto da ordem de 19,4% e mais do que dobra o mercado atual, estimado em US$ 70 bilhões, em 2015. A taxa de evolução no período ficará seis vezes acima do restante do mercado de TI, estimado pela consultoria.