Internet > Segurança de Dados

Fusão do HSBC com Bradesco é usada como isca em golpe de criminosos cibernéticos

Especialista orienta usuários a apagarem mensagem para que atualizem o Cartão Chave de Segurança. Os bancos não enviam este tipo de solicitação aos clientes

09 de Fevereiro de 2017 - 13h49

Criminosos cibernéticos deflagraram uma ação contra clientes do Bradesco depois que a instituição financeira encerrou o processo de aquisição do HSBC Brasil. O golpe foi identificado pela Nodes Tecnologia, distribuidora das soluções Avira no Brasil.

A fusão foi concluída no ano passado e levou o Bradesco a executar um processo de conciliação das contas dos clientes de ambos os bancos. Os criminosos cibernéticos agora estão espalhando e-mail falso pedindo aos clientes Bradesco que atualizem o Cartão Chave de Segurança Bradesco, fornecendo um link para uma página falsa para coletar as informações das contas e senha. Os criminosos ainda ameaçam os usuários que não realizarem o procedimento de bloqueio ao todos os serviços Bradesco.

“Na verdade, trata-se de um artifício muito usado pelos criados de vírus para enganar usuários de computador e coletar as informações bancárias saquear as contas dos clientes”, comenta Eduardo Lopes, diretor da Nodes Tecnologia, que possui uma central de atendimento aos usuários dos produtos Avira adquiridos no Brasil em sua loja virtual. “Ao receber este tipo de mensagem, o usuário deve imediatamente apagá-la do computador ou do celular”, orienta o executivo.