Tecnologias Emergentes > I.A.

Fujitsu lança plataforma de serviço de chatbot empresarial baseada em IA

Finplex Robot Agent Platform torna os processos mais eficientes, ao permitir que os clientes realizem a autogestão de aprendizagem da máquina, afirma empresa

28 de Março de 2017 - 18h30

A japonesa Fujitsu acaba de anunciar uma plataforma de serviço de chatbot baseada em inteligência artificial voltada para o mercado financeiro. Trata-se do Finplex Robot Agent Platform, que já está disponível no Japão e deve ser disponibilizada, futuramente, em outros mercados, inclusive o Brasil. 

Segundo a empresa, o Finplex Robot possibilita suporte para vendas automatizadas de produtos ou assistência ao consumidor, via robô. A solução possui conhecimento adquirido por meio de aprendizagem de máquina e oferece suporte por meio de conversas em formato de bate-papo. “Ao permitir que os clientes realizem a autogestão do processo de aprendizagem de máquina, é possível ter uma experiência eficiente a um baixo custo”, diz a Fujitsu em nota.

A plataforma tem a função de prover inteligência de aprendizado e gerenciamento (adicionar, editar e deletar) e com esta característica, os próprios clientes podem controlar o nível de aprendizado da máquina livremente. Além disso, é fornecido um recurso de edição de script que permite que os serviços sejam criados. Dessa forma, o recurso facilita a geração e edição de cenários de serviços por conta própria, permitindo o rápido lançamento de serviços de chatbot, garante a empresa.

A solução conta, ainda, com um gateway API que facilita a compatibilidade com as ferramentas fornecidas por outras empresas, sendo assim os clientes podem utilizar aplicativos de mensagem já implantados.

O Finplex Robot utiliza a tecnologia de inteligência artificial do Fujitsu Human Centric AI Zinnrai e sua implementação será testada no Sony Bank Inc. A novidade tem sido oferecida para instituições financeiras, como Finplex Soluções para Serviços Financeiros, e será disponibilizada, gradativa e globalmente, em setores além da indústria de serviços financeiros.