Big Data > Tendências

Forrester lista fatores que afetam projetos de Big Data

Formação dos usuários está entre os desafios de implementação, junto com questões de segurança, privacidade e a qualidade dos dados

09 de Março de 2016 - 14h44

A falta de formação dos usuários está entre os desafios de implementação de estratégias de Big Data, juntamente com a segurança, a privacidade e a qualidade dos dados, afirma estudo da Forrester, desenvolvido com suporte da Xerox, ouvindo 330 executivos da Europa Ocidental.

Os resultados evidenciam três tendências:

‒ Big Data é um factor chave nas decisões: para 61% das organizações, as decisões feitas durante 2015 foram mais baseadas em informações baseadas em dados do que em fatores como instinto, opinião ou experiência;

‒ Dados incorretos são dispendiosos: 70% das organizações ainda encontram dados incorretos nos seus sistemas e 46% acreditam que este fato tem um impacto negativo no negócio, ao exigir novo cálculo ou levar a conjuntos de dados totalmente inúteis;

‒ A segurança e a privacidade dos dados ainda são desafios: 37% dos inquiridos apontaram a segurança e a privacidade como os maiores desafios da implantação de estratégias de Big Data.

Da amostra recolhida, 20% dos inquiridos revelaram ter grande competência para trabalhar com grandes volume de dados. Eles são definidos como “Datarati”. Cerca de 31% dos participantes foram classificados como “Data-laggards”, por adoptarem abordagens mais tradicionais. A maior parte (49%) foi categorizada entre estes dois grupos e definida como “Data-explorers”.

Criar parcerias com especialistas externos é uma forma de potenciar os avanços na gestão de Big Data, sugere o estudo. O trabalho demonstra que 30% dos inquiridos planejam parcerias com fornecedores externos para atualizarem os projetos de Big Data nos próximos 12 meses.