Telecom > Rede

Ericsson inicia produção de nova linha de ERB para redes móveis no Brasil

Arquitetura modular do Ericsson Radio System transforma a maneira com que as redes móveis são desenvolvidas, diz a empresa

13 de Dezembro de 2016 - 17h13

A Ericsson anunciou o início da produção do Ericsson Radio System na sua unidade de suprimentos no Brasil, em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Com esta nova linha de produção, a fabricante sueca fortalece a sua oferta no Brasil e na América Latina.

O Ericsson Radio System é uma estação radio base (ERB) modular que permite às operadoras móveis transformarem suas redes de rádio utilizando uma arquitetura multipadrão, multibandas e multicamadas. Ele foi desenvolvido para acomodar o aumento de tráfego de dados móveis esperado até 2020 com os mesmos níveis de consumo de energia atuais ou até menor, afirma a empresa.

O primeiro produto da família Ericsson Radio System a ser produzido em São José dos Campos é o Rádio Ericsson 2217, que também é o primeiro rádio multipadrão com suporte à banda de espectro de 700 MHz. O tamanho e o peso do Rádio 2217 foram reduzidos em 50% se comparados aos rádios anteriores. A eficiência energética foi melhorada em 50%. O Rádio 2217 tem o menor consumo de energia do setor.

“Com o Ericsson Radio System, as operadoras podem colher os benefícios da crescente demanda de banda larga móvel de clientes, empresas e da Internet das Coisas (IoT) para aumentar ainda mais seus negócios conforme evoluem para o 5G”, diz Eduardo Ricotta, vice-presidente da Ericsson América Latina e Caribe.

Segundo o executivo, os rádios mais compactos do setor (50% menores e mais leves do que as gerações anteriores) permitem designs mais simples, de maior densidade e de melhor custo-benefício. A redução no custo total de propriedade em 20% pode ser obtida por meio de inovações como o processo de instalação rápido combinado com menor tamanho e peso, além de alta eficiência energética. Com sua capacidade de implantação rápida e flexível, os desafios de instalação em locais inóspitos estão resolvidos, o tempo para obter receita é minimizado e os gastos operacionais são colocados sob controle.

Acompanhando essa mudança de paradigma, o software do Ericsson Radio System reúne LTE FDD e TDD, WCDMA e GSM em uma arquitetura unificada. Com isso, as operadoras podem gerenciar melhor as complexidades da rede com um único sistema O&M para todos os padrões, diz Ricotta.

Recentemente, a linha de produção da unidade de fornecimento de São José dos Campos foi reprojetada para acomodar a produção desta nova família de equipamentos.