Telecom > Hardware

Ericsson e Cisco ampliam parceria estratégica para incluir novas soluções Wi-Fi

Acordo inclui soluções pré-integradas baseadas nos produtos das duas empresas, que serão complementadas com serviços de suporte ao cliente, design e implantação

05 de Janeiro de 2017 - 19h06

A Ericsson e a Cisco ampliaram a parceria estratégica que mantêm para incluir uma nova oferta de soluções Wi-Fi, chamada Evolved Wi-Fi Networks (EWN). A EWN combina o acesso 3GPP, as redes principais e aplicativos da Ericsson com o portfólio Wi-Fi da Cisco para fornecer conexão confiável e com desempenho aos clientes móveis e de cabos da fabricante sueca.

A oferta incluirá soluções pré-integradas que possibilitam a criação de pequenas células para ambientes internos, por meio da combinação de redes de acesso para ambientes internos da Ericsson com a Cisco WLAN, além de permitir que as operadoras que tenham redes de acesso para ambientes externos da Ericsson usem a Cisco WLAN para oferecer acesso aos seus assinantes.

Outro benefício é o direcionamento de tráfego. A integração da Cisco WLAN com as redes de acesso para ambientes internos da Ericsson ou através do recurso exclusivo de gerenciamento de tráfego em tempo real da Ericsson permite que as operadoras orientem os usuários entre redes de acesso móvel e Wi-Fi.

“Ao adicionar soluções Wi-Fi à parceria, vamos permitir que os nossos clientes ofereçam o melhor Wi-Fi em suas redes, complementado pelo nosso portfólio 3GPP e serviços”, enfatizou Rima Qureshi, presidente da Ericsson na América do Norte e responsável pela parceria estratégica com a Cisco.

Yvette Kanouff, responsável global pela unidade de negócios de Provedores de Serviços da Cisco, observa que a previsão é que tráfego Wi-Fi responda por 50% do tráfego total de IP até 2020. “Diante disso, uma das prioridades dos prestadores de serviços é oferecer as melhores experiências conectadas possíveis aos seus clientes.”

A parceria estratégica entre as empresas já gerou, até o momento, mais de 250 negócios, sendo que mais de 60 deles, espalhados pelo mundo, estão ligados aos setores de IP (roteamento e transporte) e serviços. No ano passado, as empresas firmaram contratos com a 3 Italy, Vodafone Portugal, Aster Dominican Republic e Cable & Wireless no Caribe.