Negócios > Startups

Ecossistema de tecnologia e startups avança no noroeste do Paraná

Região soma 209 projetos e mais de 500 pessoas envolvidas na criação de startups

14 de Fevereiro de 2018 - 18h10

A região noroeste do Paraná, liderada pela cidade de Maringá, vem se consolidando como importante polo e tecnologia no Brasil. Segundo levantamento realizado pelo Sebrae Paraná, em parceria com a Software by Maringá - entidade que reúne mais de 100 mais empresas de TI, startups e profissionais autônomos -, o crescimento tem sido acelerado.

Grande parte dessa contribuição vem do ecossistema de startups. De acordo com Bruno Aldana, consultor do Sebrae Paraná, nunca foram feitos tantos atendimentos a empreendedores envolvidos na criação de startups em Maringá e região quanto no ano passado. O órgão foi procurado para orientar o desenvolvimento de 122 novos projetos. "Estimamos chegar a 250 atendimentos a empreendedores envolvidos com startups até o fim de fevereiro", afirma.

O Sebrae contabiliza, no total, 209 projetos atendidos com 507 pessoas envolvidas na criação de startups. Destes 209, 155 estão ativos e em desenvolvimento, mas 44 foram formalizados, ou seja, em plena produção, e 8 projetos já recebem investimentos de fundos ou aceleradoras nas áreas de Agrotech, Health Tech, Sustentabilidade, Energia e Comunicação.

Para Rafaela Campos, presidente da Software by Maringá, os números mostram o resultado positivo de um trabalho conjunto de todo o ecossistema de TI para fomento das startups. "No ano passado, por meio de uma parceria entre Armazém Digital, Sicoob e Software by Maringá, lançamos a EVOA, primeira aceleradora de startups de Maringá e região, totalmente sem fins lucrativos. O projeto tem como propósito preparar, apoiar e desenvolver empresas com potencial de crescimento exponencial para que possam receber os primeiros investimentos e assim, decolar globalmente", explica.

Raio-X do empreededorismo no norte do Paraná:

- O empreendedor de startup da cidade tem em média 31 anos;
- 84% homens e 16% mulheres;
- 41% já empreenderam em algum momento anterior;
- As 3 principais áreas dessas startups hoje são: Varejo, Saúde e Logística/Transporte;
- 57% dos negócios são para clientes PJ (B2B);
- 94% desses empreendedores envolvidos são graduados ou graduandos;