Gestão > Estratégia, Governança, Liderança

Dez mandamentos de TI para 2016

Executivos de TI terá de levar a sério o que faz bem – ou nem tanto – começando por pontos que afetam as suas várias identidades

05 de Janeiro de 2016 - 11h05

Quem ocupa hoje uma posição de liderança – independente do segmento ou do tamanho da organização – tende a enfrentar desafios cada vez mais complexos, por conta das rápidas mudanças no cenário de negócios.

Na área de TI, especificamente, os gestores convivem hoje com uma necessidade de conciliar uma visão do que há de mais importante em termos de soluções e serviços com uma postura orientada a resultados. No momento em que está sentado em frente ao board, o CIO deve assumir uma postura e um discurso totalmente orientados ao negócio. Já quando encontra-se na mesa de negociação com fornecedores ou conversa sobre o escopo de um determinado projeto com sua equipe, tem de resgatar a bagagem de conhecimentos técnicos.

Para sobreviver em 2016, o principal executivo de TI terá de levar a sério o que faz bem – ou nem tanto – começando por pontos que afetam as suas várias identidades.

1. Faça reuniões com seus clientes com mais frequência. Admita, você não ouve o cliente tanto quanto deve. Pegue sua agenda e reserve mais tempo para isso.

2. Saiba falar de marketing. Uma das melhores maneiras de compreender os clientes é saber como os profissionais de marketing recorrem a eles. Marque um almoço com o seu CMO e chegue pronto para falar sobre as ferramentas de automação de marketing que podem ser usadas em sua organização, já.

3. Conheça a linguagem e os valores de seus interlocutores. A tendência é valorizarmos apenas nossa linguagem, sem levarmos em consideração a forma como a outra pessoa enxerga o negócio ou aquele determinado assunto. Mostrar para o pessoal de marketing o que aquele novo projeto de TI vai trazer de vendável ou agregar à imagem da empresa é melhor do que apenas falar sobre os aspectos técnicos desse projeto.

4. Entregue no prazo e no orçamento, mas especialmente, entregue mais valor. Ser ativo no desenho e no suporte da estratégia de digitalização do negócio é prioridade número um agora.

5. Pense além do hype. O que a nuvem, a mobilidade, o Big Data e a análise de dados podem fazer pelo negócio? Os CIOs que não se esforçarem por compreender melhor esses fenômenos e empreender seus melhores esforços em aproveitá-los perderá credibilidade e relevância.

6. Equilibre inovação e execução. Eles são o yin e o yang da sua liderança e habilidades gerenciais.

7. Mantenha a mente aberta sobre as tecnologias emergentes. Novos produtos e fornecedores podem surpreendê-lo. Quando digo isso estou pensando no Windows 10, no Hadoop, na computação cognitiva, na biometria, na impressão 3D, na Internet das Coisas, e assim por diante.

8. Transforme a "TI". Concentre-se em compreender a informação mais do que em tecnologia. Sua influência e experiência farão a empresa vai crescer.

9. Mexa-se. Tente se concentrar em ampliar a receita, sua liderança, seu crescimento organizacional, bem como seu crescimento profissional e pessoal.

10. Pare de se preocupar sobre o que você não pode controlar. Você não pode controlar a economia, mas pode controlar sua capacidade de inovar, executar e gerar resultados surpreendentes.