Tecnologia > Sistemas Operacionais

Departamento de Defesa dos EUA instalará Windows 10 em 4 milhões de PCs

Órgão federal pretende fazer upgrade dos seus computadores em até um ano. Custo da operação não foi divulgado

17 de Fevereiro de 2016 - 17h41

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos vai padronizar 4 milhões de computadores com Windows 10, uma ajuda e tanto para o mais novo sistema da Microsoft.

Essa é a maior adoção do Windows 10 em um ambiente corporativo anunciada até o momento. O objetivo é que todos os computadores do departamento que usem versões antigas do Windows sejam atualizados com o novo software em um ano.

Vale notar que esse é um prazo bastante rápido para uma organização desse tamanho, especialmente pelo fato de o Windows 10 não estar no mercado nem há um ano. É uma iniciativa para padronizar a infraestrutura de TI do departamento, o que é algo cada vez mais importante como um modo essencial para se proteger de ataques digitais.

A notícia também é um sinal da confiança do governo americano no Windows 10, e será um sinal para outras empresas sobre o caminho que o mercado corporativo de PCs está tomando. Ainda não está claro quanto a migração vai custar para o Departamento de Defesa, que gasta cerca de 44 bilhões de dólares por ano em TI e cibersegurança.

Com esses 4 milhões de máquinas do órgão dos EUA, a Microsoft fica um pouco mais perto de atingir seu objetivo de ter o Windows 10 rodando em 1 bilhão de aparelhos no mundo em 2018.