Infraestrutura > Estratégia

Dell EMC aposta em novo modelo e reforça estratégia de transformação digital

Para fabricante, empresas cada vez mais buscam um parceiro tecnológico que possa ajudá-las com a infraestrutura essencial para permitir um modelo de negócio digital de sucesso

09 de Maio de 2017 - 09h47
    • Cada vez mais as empresas, independentemente do porte e segmento de atuação, estão procurando fazer o melhor uso de seus dados para se tornarem mais ágeis e enfrentar a concorrência. Por isso, um grande número delas está transformando ou planejando transformar sua infraestrutura de TI. Este é o cenário com o qual a Dell EMC trabalha e vem apostando todas suas fichas, após a fusão das duas companhias em setembro do ano passado. 

      Para Michael Dell, fundador e CEO da Dell Technologies, a transformação digital está impactando todos os negócios, em indústrias até então não imaginadas. Na avaliação dele, as companhias mais tradicionais não querem ser suplantadas pelas novas empresas emergentes, mais inovadoras. 

      "Por isso, estão em busca de um parceiro tecnológico que possa se juntar a elas nessa jornada e ajudá-las com a infraestrutura essencial para modernizar a TI e permitir um modelo de negócio digital de sucesso", disse o executivo em conversa com a imprensa durante o Dell EMC World 2017, evento anual da empresa que acontece esta semana em Las Vegas (EUA).

      Dell vai além e diz que a transformação está no centro da evolução das empresas. "Transformação não é realmente um projeto de TI, mas da empresa. Transformação digital, transformação da TI, é na verdade a transformação do local de trabalho, em que as pessoas não precisam necessariamente ir para trabalhar, mas em que elas possam conectar seus dispositivos e acessar suas informações de forma segura, onde quer que estejam. Então, há uma transformação da segurança, também necessária."

      Segundo o executivo, apenas a Dell EMC tem um amplo portfólio para ajudar as empresas em toda essa transformação. "É por isso que juntamos as empresas Dell, Dell EMC, Pivotal, RSA, SecureWorks, Virtustream e VMWare", disse Dell, como que para justificar a compra da EMC por US$ 67 bilhões.

       Soluções hiperconvergentes

      Um pouco antes, durante a abertura do evento — que este ano reuniu cerca 13,5 mil pessoas, entre executivos de TI, parceiros de negócios e analistas do setor —, Dell disse que o crescimento que a Dell EMC está vendo na hiperconvergência e outras tecnologias emergentes tem como base a necessidade das empresas. "As organizações estão tentando simplificar e tornar mais ágeis suas infraestruturas, e as soluções hiperconvergentes são uma alternativa à nuvem pública, em que podem ter uma experiência simples sem que seja fora de suas paredes."

      Ele ressaltou que a Dell EMC tem sido uma grande defensora de soluções de nuvem híbrida e da arquitetura de referência que a Dell EMC criou com a VMware. "Por isso, projetamos soluções que possibilitam personalizar e otimizar para ambientes específicos do cliente, em termos de componentes e integrações que precisam ocorrer."

      Para apoiar essa estratégia, a Dell EMC, além de apresentar vários aprimoramentos para o seu programa de parceria, anunciou uma enorme quantidade de novos produtos. O novo portfólio inclui desde a 14a. geração de servidores PowerEdge, máquinas de alto desempenho para uma variada gama de aplicações e como alicerce para os modernos data centers; diversas atualizações de seu portfólio de infraestrutura hiperconvergência (HCI), incluindo o VxRail Appliances, VxRack Systems e as XC Series; novos sistemas de armazenamento all-flash para ajudar os clientes a modernizar seus data centers e transformá-los, além de uma nova linha de storage definido por software, entre outros.

  • *O jornalista viajou a Las Vegas a convite da Dell Technologies.