Negócios > Estratégia, Open Source

Decidimos não participar da crise, afirma líder da Micro Focus no Brasil

"A operação no Brasil está muito pulsante e estamos com viés de expansão”, afirma Marco Leone, country manager da companhia no País

22 de Fevereiro de 2016 - 08h00

Marco Leone está otimista com relação ao cenário brasileiro para os próximos doze meses. “Decidimos não participar da crise”, enfatiza o executivo, responsável por liderar as operações da Micro Focus e da Suse no Brasil.

Segundo o country manager da provedora, os negócios das organizações no País andam de forma acelerada, e devem seguir na mesma toada no futuro próximo. “Dobramos de tamanho no ano passado. A operação no Brasil está muito pulsante e estamos com viés de expansão”, afirma.

Especificamente sobre uma evolução na receita (em dólar, ressalta) para o negócio focado no mundo Linux, que veio a partir da aquisição da Attachmate, a estratégia é fortalecer frentes consideradas estratégicas.

Leone afirma que o plano consiste em buscar oportunidades com sistema operacional para servidores, avançar na estratégia de nuvem/OpenStack e storage corporativo. “Esses são os mercados que resolvemos participar e liderar de alguma maneira”, afirma.

“Enxergamos uma mudança da TI antes muito focada no modelo cliente servidor e agora vemos a tecnologia indo para cloud e mobile. Nossas escolhas se alinham a isso. Vemos que estamos com ofertas maduras e prontas para disputar mercado”, detalha.