Mobilidade > Cibercrime

Criminosos brasileiros clonam contas de WhatsApp para pedir resgate

Uma das vítimas no Rio Grande do Sul teve prejuízo de cerca de R$100 mil com golpe

14 de Fevereiro de 2017 - 12h32

Cibercriminosos brasileiros contam com a ajuda de funcionários de operadoras de telefonia para clonar contas no WhatsApp e então pedir dinheiro para amigos e familiares das vítimas. As informações são do Fantástico, da TV Globo, que exibiu reportagem sobre o golpe neste domingo, 12.

De acordo com o programa, na última semana pelo menos 10 pessoas entraram em contato com a Delegacia de Crimes de Informática de Porto Alegre, no RS, para denunciar o novo golpe.

Pelo esquema, um funcionário da operadora tira o celular da vítima do ar e então habilita o número para um celular em poder dos criminosos, permitindo assim que eles assumam o controle daquela conta no WhatsApp e enviem mensagens para os contatos da vítima para fazer pedidos por dinheiro.

No caso que mais chamou a atenção, um empresário da capital gaúcha teve um prejuízo de cerca de 100 mil reais depois que os criminosos clonaram seu número e começaram a fazer os pedidos de transferências e até de pagamentos de contas diretamente para a sua secretária, replicando o comportamento da própria vítima com a funcionária.