Aplicações

Conheça as principais novidades da nova versão do Gmail

Confira um especial que analisa o que há de novo – e de não tão novo – neste grande upgrade da ferramenta

25 de Maio de 2018 - 14h28

No último mês de abril, o Google liberou o primeiro grande redesign do Gmail desde 2013. De certo modo, a chegada desta nova versão do app foi um reconhecimento de todas as formas pelas quais o serviço de e-mail ficou para trás.

Com cerca de 1,4 bilhão de usuários mensais ativos, o Gmail tornou-se resistente à mudança com o passar do tempo. E isso acabou permitindo que outros serviços de e-mail, como Mailbox, Spark, Astro e Newton, inventassem novos recursos com mais frequência.

Muitos dos principais novos recursos do Gmail têm origem direta nesses aplicativos citado acima, e no mundo de software de forma mais geral. Além disso, há algumas funcionalidades novas que já tinham aparecido anteriormente no aplicativo Inbox, também do Google.

À medida que se atualiza com os novos tempos, o Gmail também introduz novas ideias que ainda não tinham ocorrido aos seus concorrentes. O resultado de tudo isso é uma renovação de recursos muito necessária para a plataforma – que esperamos que impulsione outros serviços de e-mail a criarem maneiras de deixar o e-mail menos penoso no dia-a-dia.

Por isso, preparamos esse especial em que analisamos o que há de novo – e de não tão novo – neste grande upgrade do Gmail.

Não é novo: botão Adiar

Uma das adições mais esperadas ao Gmail é um botão Adiar (Snooze), que pode colocar e-mails em modo “soneca” para que eles reapareçam algum tempo depois. Uma extensão do Gmail chamada Boomerang fornecia uma funcionalidade parecida há oito anos, seguida pelo Alto, da AOL (que usava o termo “Snooze”). O Mailbox ajudou a popularizar o botão Snooze em 2013, e desde então ele se tornou um recurso obrigatório para quase todo novo cliente de e-mail, incluindo o Inbox, do próprio Google, que foi lançado em 2014. O Gmail não faz muito para avançar o conceito, mas ele está aqui. 

Não é novo: Painel Lateral

Para usar melhor o tamanho da tela do seu computador, o novo Gmail pode carregar versões em miniature dos apps Keep, Calendar e Tasks, do Google, em uma lateral no lado direito do display. Desta forma, você realizar algumas ações de forma rápida e sem precisar trocar de abas, como fazer anotações, agendar compromissos, e criar listas de coisas a fazer. 

É uma ideia nova para um aplicativo de e-mail, mas o navegador Vivaldi (baseado no Chromium) oferece um recurso parecido chamado Web Panels, que pode abrir qualquer página web em uma visualização de barra lateral expansível. (O Opera também oferece painéis web por meio de um add-on para o navegador.) Vale notar que o painel do Google possui uma vantagem: você pode criar itens de coisas a serem feitas ao arrastar um e-mail para o Tasks, apesar de essa não ser uma nova ideia – algumas extensões, como Sortd e Yanado, já oferecem funcionalidades parecidas. 

Não é novo: Notificações de alta prioridade

O Gmail já permite que os usuários filtrem todos os e-mails recebidos com as abas na caixa de entrada há anos. Mas um novo recurso de notificações de alta prioridade vai um pouco além, ao usar Inteligência Artificial (IA) para te alertar sobre os e-mails mais importantes. Apesar de essa ferramenta ainda não estar disponível no Gmail, ela parece similar à chamada Focused Inbox, do Outlook, que chegou aos aparelhos móveis em 2015 – após a Microsoft comprar a Acompli. Saiba mais: Por que já começar a pensar em soluções de inteligência artificial? Veja com a Wittel Patrocinado  

Como aponta uma página de suporte da Microsoft, a Focused Inbox “pré-seleciona de forma inteligente os seus e-mails para que você possa focar no que importar”, e o recurso fica melhor à medida que é usado. (O Inbox, do Google, já oferece esse tipo de filtro inteligente desde 2014, mas só começou a adotar as notificações de prioridade no ano passado.) 

Não é novo: Ações com o cursor do mouse

Esse é mais um recurso emprestado do aplicativo Inbox. Ao passar o cursor do mouse sobre um e-mail, você verá opções para arquivar, deletar, adiar e marcar como lido com apenas um toque. É uma maneira simples e útil para apagar ou arquivar várias mensagens de forma rápida. 

Mas o Google não pode levar o crédito pela ideia. Um dos primeiros apps a implementar recursos do tipo foi o Alto, da AOL, que foi lançado em 2012 e encerrou as atividades no ano passado. O Newton também merece um pouco de crédito por avançar o conceito, permitindo que os usuários mudem a ordem das ações com o cursor e configure ações rápidas para spam e seleção de pastas, por exemplo.

gmail201801.jpg

Não é novo: cutucada com IA

Nas próximas semanas, o Gmail vai introduzir um recurso chamado Nudging, que usa Inteligência Artificial para te lembrar sobre e-mails que podem precisar ser respondidos. Essa poderá ser uma ferramenta realmente interessante, mas ela não é exclusiva do Gmail. Tanto o Astro quanto o Trove já fornecem funcionalidades similares baseadas em IA.

gmail201802.jpg

Não é novo: Cancelamento de assinaturas e newsletters

Apesar de o Gmail já conseguir destacar links para cancelar assinaturas em e-mails de assinaturas e newsletters, o serviço poderá avançar neste sentido em breve ao marcar os e-mails que você não lê há algum tempo e sugerir que você cancele essa assinatura. Novamente, é um recurso já disponível no Astro, cuja seção Insights oferece links de cancelamento de assinatura para e-mails que você não abriu recentemente.

Relativamente novo: Modo Confidencial 

Modo Confidencial faz referência a um pacote de novos recursos do Gmail para proteger os e-mails que você envia. Por meio dele, os usuários poderão determinar datas de expiração para as mensagens; evitar que os e-mails sejam copiados, impressos, baixados ou encaminhados; e bloquear o acesso aos conteúdos por meio de uma autenticação de dois fatores (com o código sendo enviado ao destinatário via SMS).

Mas nem todos esses recursos são novos. O Outlook e o Exhcange, da Microsoft, também usam tecnologias de Integrated Rights Management para evitar que os e-mails sejam copiados, e eles permitem que os usuários determinem datas de expiração para as mensagens. Além disso, extensões de terceiros como Vanishhe  Snapmail permitem que os usuários do Gmail enviem mensagens autodestrutivas hoje mesmo. Mas, de forma geral, o Gmail deixará esses recursos mais fáceis de serem usados pelo grande público enquanto também adiciona novas ideias como a autenticação de dois fatores para e-mails individuais.

Novo: links de anexos na caixa de entrada

Apesar de alguns apps como Outlook e Edison Mail fornecerem aos usuários uma lista com todos os anexos do e-mail, o Google está deixando as coisas um pouco mais fáceis ao trazer para a superfície os links de anexos no modo de visualização principal da caixa de entrada. Desta maneira, você visualizar rapidamente um e-mail ou documento sem precisar abrir aquele e-mail específico. Isso é algo que muito provavelmente será copiado por outros serviços de e-mail no futuro.

Novo: Smart Reply e Smart Compose

O recurso Smart Reply tem o objetivo de te ajudar a economizar ao oferecer respostas prontas e inteligentes com base no conteúdo da mensagem em questão. Por exemplo, se uma mensagem pergunta se você quer fazer a reunião na segunda, você clicar em um botão responder rapidamente “Segunda-feira funciona para mim” ou algo do tipo. A ferramenta estreou como parte do Inbox em 2015, e chegou à versão mobile do Gmail no ano passado. Agora ela está a caminho do Gmail desktop, onde ainda não foi copiada por outros apps de e-mail.)

O Gmail também oferece suporte para o novo recurso Smart Compose em modo experimental, que usa sugestões baseadas em IA para te ajudar a escrever e-mails mais longos. No entanto, o recurso ainda não é muito útil neste início.