Tecnologias Emergentes > Inovação

Como a realidade virtual pode abrir caminhos para novos negócios

Aproximação do mundo real com o virtual está criando oportunidades em diversas áreas, sobretudo em vendas

14 de Fevereiro de 2018 - 16h51

A busca incessante das empresas pelo sucesso é um dos grandes estímulos para o surgimento de muitas metodologias e inovações tecnológicas. Um exemplo são as soluções de realidade virtual, que nos últimos anos têm ganhando grande destaque por promover uma verdadeira imersão do cliente em determinado projeto - com sensações reais - antes mesmo do início de sua execução. Ainda que seu conceito exista desde 1950 e esteja em crescente popularização, esse mercado está em amadurecimento e promete grande ascensão, uma vez que - cada vez mais - empresas de diferentes setores estão apostando nesses modelos.

Segundo pesquisas realizadas pela Transparency Market Research (TMR), o mercado global de conteúdo para RV apresentará uma Taxa Composta Anual de Crescimento (CAGR), entre 2016 e 2024, de aproximadamente 90%. Ou seja, a aproximação do mundo real com o virtual está conquistando empreendedores e desenvolvendo uma importante participação em diversas áreas das companhias, principalmente no setor de vendas.

Esse cenário é justificado pela concorrência acirrada que o mundo dos negócios tem enfrentado, fazendo com que sejam necessárias a adoção de ações criativas e estratégicas a todo momento. E no caso da utilização da realidade virtual, o conceito de melhorar a experiência do consumidor permite benefícios não apenas no momento da elaboração de uma proposta, como também no auxílio de decisões mais assertivas. Como exemplo temos o fato de um usuário dirigir um carro, a projeção de uma sala ou até mesmo a visita a um apartamento decorado, tudo isso sem ao menos precisar levantar de uma cadeira.

E falando em vantagens, também não podemos esquecer da redução de custos que um projeto baseado em realidade virtual pode proporcionar. Com a evolução, essa tecnologia ficou muito mais acessível, expandindo assim suas chances de implementação. Com isso, ajustes como mudança de cores ou disposição de elementos, que na maioria das vezes só são detectados quando um projeto de arquitetura está pronto, podem ser realizados nas primeiras etapas do desenvolvimento.

Entretenimento, mercado imobiliário, turismo, áudio & vídeo e segurança, são apenas alguns dos setores que já se beneficiam dessa tecnologia para a conquista e fidelização de clientes. No entanto, é válido lembrar que conteúdos em realidade virtual não são simples de serem criados e uma vez que o trabalho não for executado com excelência, há um grande risco do valor investido não corresponder ao planejado.

O fato é: a realidade virtual traz consigo uma enorme capacidade de abrir novas oportunidades, alavancar vendas e ser uma forte aliada no destaque de marcas, engajamento de colaboradores e fidelização de clientes. Dessa forma, espera-se que com a adoção dessas soluções as organizações desenvolvam, cada vez mais, projetos e produtos dinâmicos e interativos, que serão importantes ferramentas para a resolução de problemas, além de excelentes atrativos para o desenvolvimento de novos negócios.

*Carlos Mauricio Guizelli é diretor comercial da Seal Telecom