Infraestrutura > Lançamentos, Rede

Cisco lança recursos de análise preditiva para rede intuitiva

Empresa calcula que novidades ajudarão a reduzir o tempo de resolução de problemas em 43%, tornando operações mais ágeis

01 de Fevereiro de 2018 - 12h39

A Cisco anunciou na última quarta-feira (31/1) a disponibilidade de recursos de análise preditiva para seu portfólio de rede intuitiva. O foco é permitir que equipes de TI deixem de trabalhar de modo reativo para se tornarem proativas.

A empresa calcula que as novidades ajudarão a reduzir o tempo de resolução de problemas em 43%, tornando as operações mais proativas, ágeis e automatizadas. As inovações em software representam avanço em modelagem matemática e insights contextuais que vão acelerar a estratégia da Cisco para reinventar as redes para a era digital.

O anúncio representa a segunda onda de inovações em redes baseadas em intenção, com produtos de diagnósticos que abrangem todo o portfólio de redes. O primeiro anúncio foi em junho do último ano, quando a empresa apresentou seu conceito de rede intuitiva.

As novidades incluem:

- Para os data centers, o Cisco Network Assurance Engine faz a verificação contínua de toda a rede para ajudar a manter os negócios em operação como desejado, mesmo que a rede mude dinamicamente.

- Para redes campus e filiais, o Cisco DNA Center Assurance oferece um novo nível de visibilidade e insights para reduzir drasticamente o tempo e os recursos financeiros gastos por TI na solução de problemas nos ambientes cabeados e wireless.

- E, para os clientes com operações de TI distribuídas, o novo Cisco Meraki Wireless Health reduz o tempo médio para corrigir problemas em ambientes sem fio com análise e insights avançados.

"A rede nunca foi mais crítica para o sucesso dos negócios", diz David Goeckler, vice-presidente executivo, rede e segurança de negócios da Cisco. "Nós estamos reinventando a rede para entregar uma plataforma de negócios digitais mais segura e inteligente. Hoje, estamos dando outro importante passo em direção a um ambicioso objetivo através de inovações nas redes projetadas para fornecerem informações contextuais e a identificação de problemas antes que eles ocorram que ajudarão a transformar a TI de reativa para proativa".

Rede intuitiva

Com redes baseadas em intenção, o objetivo da Cisco é que clientes possam capturar e traduzir as intenções dos negócios em políticas de rede e as ativa em toda a infraestrutura. A rede intuitiva, segundo a companhia, representa uma mudança fundamental do método manual, ineficiente e sujeito a erro pelo qual as redes são tradicionalmente gerenciadas. 

As soluções de rede intuitiva estão abrigadas sob o guarda-chuva chamado Digital Network Architecture (DNA), que reúne um portfólio de hardware e software de redes. O conjunto de tecnologias e serviços foi projetado para trabalhar com um sistema único a fim de capacitar os clientes a se moverem na velocidade digital. Ele inclui o DNA Center, um painel de gerenciamento centralizado; o SD-Access (Acesso Definido por Software), aplicação automatizada de políticas e segmentação de rede sobre uma única malha de rede; Network Data Plataform, plataforma de análise categoriza e correlaciona eficientemente grandes volumes de dados na rede e usa aprendizagem para transformá-los em análise preditiva, inteligência de negócio e insights práticos entregues pelo serviço DNA Center Assurance.

O portfólio inclui ainda, entre outros recursos, a análise de tráfego criptografado, que utilizando a ciberinteligência Talos e a aprendizagem de máquina para padrões de tráfego de metadados, a rede pode identificar impressões digitais das ameaças conhecidas mesmo em tráfego criptografado, sem descriptografá-lo e sem comprometer a privacidade dos dados; o portfólio de switches Catalyst 9000, uma nova família de switches construídos do zero para as novas realidades da era digital, centrados nas demandas de mobilidade, nuvem, IoT e segurança.