Mobilidade > m-commerce, Mobile Apps

Carros da GM vão usar pagamento móvel da Mastercard, com o IBM Watson

Com o Masterpass e recursos de IA, o objetivo é facilitar compras on-line para passageiros e motoristas, enquanto eles estão em trânsito

27 de Outubro de 2016 - 17h31

A Mastercard anunciou em um blog que está fechando uma parceria com a IBM e a General Motors (GM) para embarcar nos automóveis a tecnologia de pagamento seguro Masterpass como um dos serviços da plataforma móvel OnStar Go, da GM. A previsão é de que o sistema Masterpass esteja rodando em vários veículos da GM em 2017, com ajuda do Watson, computador cognitivo da IBM.

Representantes da Mastercard participaram esta semana do IBM World of Watson, evento realizado em Las Vegas, nos Estados Unidos, para apresentar como a inteligência artificial do Watson vai ajudar motoristas e passageiros a fazer pagamentos enquanto estão em trânsito.

A tecnologia Masterpass surgiu em 2013, e permite aos consumidores armazenarem cartões de crédito ou débito em uma carteira digital, em dispositivos móveis, de forma bem similiar ao que fazem o Apple Pay, o Android Pay, o Samsung Pay e outros aplicativos de pagamento. A plataforma OnStar Go vai usar a inteligência artificial do Watson para dar acesso a mercados e marcas aos carros conectados.

Em um exemplo citado pela Mastercard, quando um motorista pedisse um café da manhã de um determinado restaurante – na área de compras do OnStar Go – , o restaurante poderia apresentar a ele um menu baseado no histórico dos seus pedidos. A situação descrita é semelhante ao que algumas pizzarias já oferecem em aplicativos de smartphones: o consumidor pode fazer, wireless, um pedido rápido de um tipo de pizza já previamente registrado, e pagar por meio de um cartão de crédito também armazenado no aplicativo. No caso do Masterpass, o café da manhã pedido do carro já estaria pronto quando o motorista chegasse, e o pagamento seria gravado em cartão, dentro da plataforma.

A inteligência artificial do Watson seria usada, ainda, para lembrar os motoristas de parar para comprar comida, diz Kiki Del Valle, vice-presidente sênior de Pagamentos Digitais e Labs da Mastercard. Ao sair tarde do trabalho, enquanto dirige para casa, o motorista receberia um aviso do Watson para passar em fast-food, porque a família estaria esperando. O pagamento no Masterpass seria feito automaticamente.

Como acontece atualmente com muitos assistentes pessoais em smartphones, o Watson instalado em um carro saberia sua localização geográfica e a data, sendo potencialmente capaz de informar ao motorista, ao passar por uma mercearia, que há mais de uma semana ele não faz suas compras ali, sugerindo, por exemplo, que dê uma paradinha para comprar leite ou outros itens.

O Watson nos carros “poderá incentivar a adoção pelos consumidores da tecnologia Masterpass de carteira móvel”, acredita Kiki Del Valle. Ela diz que a Mastercard também propôs instalar a carteira móvel em “wearables” e outros dispositivos, como estratégia para expandir o conceito.

Em anúncio anterior, também feito esta semana, a Mastercard disse que planeja lançar máquinas de chat baseadas em inteligência artificial (I.A chatbots) para comércio e bancos oferecerem aos clientes. Para o setor bancário, a empresa está testando o Mastercard KAI na plataforma de mensagens da Apple, em parceria com a Kasisto, para fornecer serviços financeiros. Para empresas de varejo, os “bots” da Mastercard permitiriam aos consumidores comprarem e realizarem transações com o Masterpass em diferentes ambientes de mensagens, podendo servir para comprar de roupas a passagens aéreas. O mercado deve começar a testar o conceito até o final deste ano.

Disponível atualmente em 33 países, o Masterpass será expandido no ano que vem para permitir aos clientes da Mastercard usarem a carteira digital da Microsoft (MS Wallet), o Android Pay ou o Samsung Pay em compras on-line em qualquer lugar onde a tecnologia seja aceita.