Telecom

Camex zera Imposto de Importação para mais produtos de informática e telecom sem produção no Brasil

Entre os principais produtos beneficiados estão módulos de interface para comunicação entre PC e central de injeção eletrônica

23 de Outubro de 2017 - 14h29

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou, por meio da Resolução nº 80 e nº 81, a redução para zero da alíquota do Imposto de Importação para novos produtos de informática e telecomunicações e bens de capital sem produção no Brasil. As reduções tarifárias que entram hoje em vigor, de acordo com o regime de ex-tarifário, são temporárias e as importações sem tarifas podem ser feitas até 30 de junho de 2019, de acordo com o que estabelecem as duas novas resoluções Camex.

As empresas que solicitaram o benefício à Camex informam que os equipamentos serão utilizados em projetos que representam novos investimentos no valor de US$ 399 milhões. Os principais setores contemplados são os de energia - geração, transmissão e distribuição (39,2%), ferroviário (20,7%) e de serviços (9,4%).  No caso específico de telecom e informática, entre os principais produtos beneficiados estão módulos de interface para comunicação entre PC e central de injeção eletrônica.

O regime de ex-tarifário consiste na redução temporária da alíquota do Imposto de Importação de bens de capital (BK) e de informática e telecomunicações (BIT), assim grafados na Tarifa Externa Comum do Mercosul (TEC), quando não houver a produção nacional equivalente. Ou seja, representa uma redução no custo do investimento e produz um efeito multiplicador de emprego e renda sobre segmentos diferenciados da economia nacional.