Infraestrutura > Banda Larga

Brasil sobe duas posições em ranking de velocidade média da banda larga

Ainda abaixo da média global, velocidade média das conexões no país passou a ser de 6,4 Mbps, segundo a Akamai

14 de Março de 2017 - 15h13

O Brasil subiu duas posições no último ranking da Akamai sobre velocidade média da banda larga, refente ao último trimestre de 2016, com relação ao trimestre anterior. A velocidade das conexões no país passou a ser de 6,4 Mbps, ainda abaixco da média mundial, de 7 Mbps. Na variação anual, o país ganhou três posições. No fim de 2015, a velocidade média era de 4,1 Mbps.

O Brasil também se destaca no relatório em relação à redução da quantidade de tráfego IPv4. O país aparece em terceiro lugar em quantidade de endereços IPv4 únicos, com 47,2 milhões, volume que significa uma queda de 3,6% na variação trimestral e 1,4% na variação anual. Parte disso se deve à adoção de IPv6, que cresceu 11,7% no país em relação ao fim de 2015. A Net aparece entre as operadoras as 20 operadoras que mais contribuíram para o aumento do tráfego IPv6 no mundo. Segundo o estudo, 16% do seu tráfego da provedora já é em IPv6.

E no mundo?

De um modo geral, as velocidades das conexões à Internet continuaram a mostrar tendências positivas a longo prazo em todo o mundo, com aumentos particularmente fortes de ano para ano em todas as métricas de adoção de banda larga", segundo David Belson, editor do State of the Internet Report.

Ele afirma que as tendências ascendentes são encorajadoras porque as empresas criam e oferecem experiências ainda mais ricas para públicos maiores na Internet, mas acentuam a necessidade dessas organizações otimizarem essas experiências para a miríade de dispositivos conectados que seus clientes estão usando. Especialmente os dispositivo móveis.

Banda larga móvel

A velocidade de conexão média global aumentou 12% para 7,0 Mbps no quarto trimestre, um aumento de 26% em relação ao ano anterior. Já a média de velocidades de conexão móvel variou de 26,8 Mbps no Reino Unido a 2,9 Mbps na Venezuela.

Dentre os países/regiões pesquisados, 30 tiveram uma velocidade média de conexão móvel igual ou superior a 10 Mbps (eram 24 no trimestre anterior), enquanto 58 alcançaram velocidades médias de 4 Mbps, várias delas nas Américas, incluindo o Brasil (4,7Mbps).

Com 47% de seus pedidos de conteúdo para a Akamai chegando ao IPv6, a Bélgica manteve sua liderança global significativa na adoção de IPv6 com um aumento de 20% em relação ao trimestre anterior e de 39% na variação anual.