Mercado

Por Articulistas Convidados
Sobre esse blog:

Blog coletivo da Computerworld

Home > Mercado

2013: um momento decisivo para as tecnologias móveis

31 de Maio de 2013 - 00h47

* Por Paulo Mello de Souza

Todos os anos eu dedico uma parcela do meu tempo para assimilar o que ouvi dos clientes e como o mercado e a dinâmica da concorrência evoluíram ao longo dos últimos 12 meses. Um dos resultados deste processo é uma previsão das dez tecnologias e tendências de negócios mais impactantes para o ano seguinte.

Desta vez, embora muitas tendências tenham sido identificadas, há um tema comum: tecnologias móveis. Houve uma explosão no número de usuários de dispositivos móveis. De acordo com o IDC, os adeptos ao smartphone no Brasil já somam cerca de 6,8 milhões e até 2015 esses dispositivos devem representar 57% do mercado total de celular no País. O dado demonstra o quanto os brasileiros estão incorporando cada vez mais as tecnologias móveis.

Agora, estamos entrando na segunda fase da revolução móvel: dos negócios. Na verdade, ao longo dos próximos três a cinco anos, os avanços mais significativos dessas novas tecnologias não deverão ter quase nada a ver com o dispositivo em si, mas sim com o que poderá ser feito com o mesmo.

Para implementar novas estratégias e aproveitar os benefícios proporcionados pelas novas tecnologias, as organizações também devem considerar, além da nuvem, o business analytics e a segurança, que podem ser agregados nesse processo. A nuvem fornece os recursos escaláveis e flexíveis de TI sob demanda, juntamente com o potencial computacional necessário para conduzir análises de negócios em tempo real.

O business analytics permite às empresas transformar novas fontes de dados em insights, os quais podem revelar novas oportunidades e aprofundar o envolvimento e a interação de clientes, funcionários e parceiros. Já a segurança ajuda a garantir a confiabilidade das interações realizadas no dispositivo, aplicativo ou rede. Por fim, sob a ótica do segmento de mercado, estas tecnologias podem ser aproveitadas e aplicadas de maneira transformadora e totalmente integradas na empresa.

À medida que disponibilizamos aplicativos para milhares de dispositivos remotos, um grande volume de dados é gerado, fornecendo percepções nunca antes vislumbradas pelas organizações, que podem antecipar fatos, diminuir riscos e aproveitar oportunidades. Estas informações e conhecimentos podem ser aplicados em todos os segmentos para transformar as companhias.

O mercado já dispõe de tecnologias capazes de reconhecer um cliente na simples ação dele pagar pelo seu café usando o cartão de crédito de uma loja de varejo. Com essa compra, a loja frequentada por ele, e que fica no mesmo shopping em que comprou o café, pode enviar imediatamente um cupom personalizado móvel de desconto, para ser utilizado dentro das próximas horas. Ou, ainda, a cafeteria encaminhar um cupom para uma xícara de café grátis na compra de um sanduíche. O cliente receberia mensagens com ofertas personalizadas e ambos os varejistas teriam a possibilidade de aumentar a receita, e o cliente estaria recebendo mensagens e ofertas personalizadas.

Estes são apenas alguns exemplos das formas pelas quais as tecnologias móveis integradas podem fornecer às empresas as informações de que precisam para tomar decisões mais inteligentes e, consequentemente, ampliar seus negócios.

As possibilidades são intermináveis. Este é o momento certo para as empresas transformarem a computação em uma plataforma para geração de lucro. Uma solução móvel integrada pode permitir que as empresas simplifiquem e acelerem a adoção de tecnologias móveis, habilitando-as a capitalizar esta oportunidade, transformando seus negócios e ampliando mercados de maneiras até então impensáveis.

*Paulo Mello de Souza é gerente de software Websphere da IBM Brasil

Posts anteriores

Todos os Blogs