Telecom > Rede

Banda larga fixa foi o único serviço de telecom que teve crescimento no Brasil

Segundo Anatel, setor registrou mais de 1 milhão de novos contratos em 2016. Telefonia móvel foi o serviço com maior queda, com 13,7 milhões de linhas a menos

26 de Janeiro de 2017 - 22h42

A banda larga fixa foi o único serviço de telecomunicações que registrou crescimento no Brasil no ano passado, de acordo com a Anatel. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações, os 1,104 milhão de novos contratos registrados no período representaram um crescimento de 4,33% em relação ao ano anterior.

Os destaques foram os estados do Amapá, Maranhão e Rondônia, que tiveram aumento acima de 10% em 2016. No entanto, como aponta o levantamento da Anatel, houve uma queda de 0,58% no número de contratos novos na área no país entre novembro e dezembro do ano passado.

A TIM liderou o aumento do setor, com 29,04% de crescimento no período, seguida de longe pela Sky, com expansão de 17,46%, que ficou um pouco à frente da operadora Cabo, cuja base foi ampliada em 14,38%.

A tecnologia DSL, mais antiga e a infraestrutura da telefonia convencional para a transmissão de dados, manteve a liderança com 13,38 milhões de usuários. Em segundo lugar, ficou o cabo, com 8,58 milhões de usuários, bem à frente da fibra ótica, com 1,73 milhão de usuários.

Mesmo bem abaixo das outras tecnologias, a fibra ótica registrou o maior crescimento do setor, com um aumento de 33,61% na sua base de usuários.

Por outro lado, a telefonia móvel foi o serviço de telecomunicações com a maior queda no Brasil em 2016, conforme levantamento da Anatel. O setor perdeu 13,7 milhões de linhas, uma redução de 5,33%.