Internet > e-business, Finanças

Banco Original lança primeira instituição de varejo 100% digital do Brasil

Iniciativa foi idealizada pela J&F Investimentos, holding que controla de diversos empreendimentos, dentre os quais a JBS

28 de Março de 2016 - 18h47

O mercado nacional ganhou uma instituição que se intitula como o primeiro banco de varejo 100% digital do Brasil. O Original entrou em operação no País com a missão de “simplificar, aproximar e mudar a maneira” como os brasileiros lidam com suas finanças. A instituição espera ter 100 mil clientes em sua carteira em um intervalo de 12 meses. 

O projeto começou em meados de 2013, com investimentos de R$ 600 milhões na construção da plataforma. A instituição não terá agência física e nasce a partir da aplicação de recursos tecnológicos que permitem abrir uma conta pelo celular. O app está disponível para iOS e Android.

O portfólio inclui, além de todos os serviços de um banco comum, transações por comando de voz, depósitos de cheque por imagem e uma ferramenta que categoriza os gastos automaticamente e contribui para a gestão financeira, o planejamento e o controle do orçamento do cliente.

A companhia afirma que oferece opções atrativas e competitivas para os investimentos, “além de taxas diferenciadas em produtos de Renda Fixa de emissão própria (CDB e LCA), o cliente tem acesso a uma plataforma aberta de investimentos com fundos dos melhores gestores do mercado”, reforça.

O Original oferece atendimento aos correntistas por meio do aplicativo Seja Original, pela Internet ou por telefone. Os gerentes estão disponíveis nesses canais até as 22h, enquanto o Atendimento de Consultores e SAC funcionam 24h por dia. É possível também agendar atendimento por vídeo conferência.

A iniciativa foi idealizada pela J&F Investimentos, holding que controla de diversos empreendimentos, dentre os quais a JBS. A instituição já atuava como instituição financeira focada nos mercados corporativos e de agronegócio.

Segundo o Grupo, a abertura de um banco de varejo vai ao encontro da percepção de que os consumidores brasileiros estão cada vez mais inclinados a realizarem transações financeiras por meio de canais digitais.