Tecnologias Emergentes > Analytics

Algar Telecom cria centro de inteligência para fortalecer uso de analytics

Área visa evoluir modelo tradicional do BI para o Data Science, e criar soluções com foco em inovação, eficiência operacional e experiência do cliente

22 de Janeiro de 2018 - 11h10

A Algar Telecom anuncia a criação do Centro de Inteligência Analítica (CIA), unidade que visa fortalecer o uso de analytics na tomada de decisão de negócios. Com uma equipe de 20 profissionais voltados à área de estatística, negócio e tecnologia, o foco é evoluir do Business Intelligence para o Data Science, tornando a Algar Telecom no longo prazo uma empresa totalmente orientada a dados.

A companhia quer utilizar milhares de terabytes de dados brutos para analisar o comportamento do cliente e, assim, melhorar sua experiência com campanhas direcionadas, novos produtos, além de aplicar soluções voltadas para melhoria da qualidade dos serviços e eficiência operacional.

O CIA foi idealizado pela Diretoria de Transformação Digital da companhia, liderada por Eduardo Rabboni. "Trabalhamos os dados de forma estratégica para aprimorar a tomada de decisão e intervenção em diversos processos, como a implantação de uma oferta ou a melhoria da produtividade das equipes", explica Rabboni.

Como funciona

O Centro, atualmente incorporado à Diretoria de Tecnologia, atua em duas frentes: na operação, que consiste na manutenção das entregas já realizadas; e em projetos, para implantação de novas iniciativas. Há, ainda, a mudança e adequação do modelo convencional de Data Warehouse (limitado a dados estruturados) para o conceito de Data Lake (repositório de dados não estruturados e, portanto, mais abrangentes).

Luís Andrade Lima, diretor de Tecnologia da companhia, comenta que a ciência de dados é um avanço importante e as empresas de Telecom devem acompanhar essa tendência. "O uso de análise estatística, previsões e simulações permitem que dados sejam transformados em informações estratégicas para gerar insights valiosos, que proporcionam melhorias na qualidade nos serviços e, simultaneamente, incremento de receita. Os benefícios são diversos e abrangem todos os envolvidos, especialmente o cliente, que é o centro da cadeia de valor", ressalta o executivo.