Internet > Aplicativos

Airbnb adota novo nome para expandir presença na China

Empresa atenderá sob o nome de "Aibiying". Em 2015, companhia já havia se associado a dois grandes investidores chineses para conquistar mercado local

22 de Março de 2017 - 18h05

O Airbnb reposicionará a sua marca na China como "Aibiying" e planeja triplicar o tamanho de sua força de trabalho no país a medida que tenta conquistar um grande mercado, porém complexo para empresas de tecnologia estrangeiras.

"Aibiying" significa 'bem-vindos uns aos outros com amor'. O reposicionamento visa competir com plataformas locais, como Tujia e Xiaozhu.

Uma série de empresas de tecnologia que focam no mercado chinês tiveram de fazer ajustes em seus modelos comerciais tradicionais, inclusive criando joint ventures com parceiros locais para obter acesso ao mercado.

No ano passado, a Qualcomm anunciou que estava implementando um projeto de chipsets e uma unidade de vendas em parceria com o braço de investimento do governo da província de Guizhou. 

A Hewlett Packard Enterprise vendeu uma participação majoritária da sua unidade de negócios para armazenamento, servidor e outros serviços de tecnologia na China a uma subsidiária da Tsinghua Holdings para aumentar as vendas de produtos empresariais da HPE no país. Em 2014, a Intel disse que planejava investir em empresas de chips locais para um projeto de chips para celulares.

Já o Uber decidiu que a melhor maneira de estar na China era cooperar em vez de competir com o seu grande concorrente Didi Chuxing. A companhia chinesa concordou em adquirir todos os ativos do Uber China, incluindo sua marca, operações comerciais e dados, além de adquirir uma participação minoritária do Uber.

Expansão chinesa

Em 2015, o Airbnb se associou a dois investidores chineses - China Broadband Capital (CBC) e Sequoia China - para ajudar a empresa a conquistar o mercado chinês e criar uma presença local para a companhia de São Francisco. Agora, esse plano continua com um nome com o qual os chineses possam se relacionar e que soa semelhante a sua marca global.

Recentemente, o Airbnb recebeu uma nova rodada de investimentos no valor de US$ 1 bilhão e anunciou a expansão do seu serviço Trips e Experiências na China, que tenta ir além da experiência turística usual, oferecendo aos usuários do aplicativo uma lista de atividades interessantes como artesanato local e culinária. A empresa também informou que estava aumentando o número de engenheiros em seu centro de engenharia na China. Trata-se do único centro em questão fora dos EUA. 

O Airbnb também trabalhou na integração de métodos locais de pagamento, como a Alipay, e trabalhou para oferecer suporte 24 horas por dia a clientes no idioma local. Também buscou parcerias com cidades, tendo assinado memorandos de entendimento com Xangai, Shenzhen, Chongqing e Guangzhou.