Tecnologias Emergentes > Analytics

Accenture inaugura centro de inovação em analytics no Rio de Janeiro

Analytics Innovation Center, centro de desenvolvimento da consultoria, funcionará como um hub de analytics, conectando a sede da unidade no Rio aos demais centros da companhia no mundo

24 de Março de 2017 - 08h58

A Accenture, consultoria de gestão, serviços de tecnologia e outsourcing, inaugurou oficialmente nesta quinta-feira, 23, o seu Analytics Innovation Center, centro de desenvolvimento e experimentação tecnológica que funcionará como um hub de analytics, conectando a sede da unidade no Rio de Janeiro aos demais centros de inovação da companhia no mundo.

O Analytics Innovation Center brasileiro é o quinto da consultoria no mundo. Os demais funcionam em Barcelona, Dublin, Atenas e Cingapura. Sem fornecer números sobre investimento, Flaviano Faleiro, diretor executivo da Accenture Digital, diz que o centro de inovação emprega mais de 200 profissionais, considerando as extensões da unidade em São Paulo e Belo Horizonte. A equipe é composta por cientistas de dados, engenheiros, arquitetos e até profissionais de criação, que realizam, de maneira integrada, o trabalho com clientes, universidades, startups e parceiros de negócios.

“O Analytics Innovation Center oferece uma diversidade de serviços de análise, que abrangem desde as áreas de entretenimento até agricultura de precisão”, diz Faleiro. A proposta, segundo ele, é ajudar as empresas a melhorar seus processos de tomada de decisão, fornecendo acesso rápido e fácil a uma gama de soluções de análise sofisticada, por meio da nuvem, local e globalmente.

Entre os potenciais usuários das ferramentas desenvolvidas pelo centro, o executivo cita empresas dos segmentos de recursos naturais, tais como de petróleo e gás, mineração e utilities; de comércio de produtos, como verejistas, agricultores, etc.; o setor de comunicações, incluindo empresas de mídia, tecnologia da informação e telecomunicações; organizações de saúde e serviços públicos; e instituições financeiras, tais como empresas do mercado de capitais, bancos e seguradoras.

Além de serviços, o centro do Rio de Janeiro também é dedicado à demonstrações, workshops, pesquisa e desenvolvimento de soluções de análise para resolver muitos dos desafios de negócios. Os clientes da Accenture têm acesso a expertise dos profissionais para desenvolvimento de casos de negócios, prova de conceitos, planos de projetos e implantação, que podem ser usados caso decidam implementar as novas ideias que tenham surgido durante o processo de inovação.

Leque extenso de aplicações

As aplicações englobam desde análise de risco, manutenção preditiva, planejamento e controle da produção, gestão da cadeia de suprimentos, segurança pública até gestão de reputação de marcas. Empresas do setor público e privado podem identificar áreas para melhoria de processos, que podem reduzir custos, aumentar a receita, melhorar a visibilidade e controle de estoque e aumentar a eficiência. Por exemplo, por meio da ferramenta analítica Supply Chain e Operation Analytics, a empresa pode ter a previsão de suas cadeias de suprimentos e gerenciar toda a produção e logística para a tomada de decisão. Hoje, segundo a Accenture, cerca de dez empresas no Brasil utilizam essa solução, boa parte delas para planejamento tático.

Outra ferramenta é a Social Media Listening & Analytics, que combina o conteúdo das redes sociais com alertas automatizados — baseados em variações de volume, palavras-chave e outros KPIs — e alertas qualificados na análise de dados. O monitoramento e insights auxilia os clientes a gerenciar a reputação de suas marcas, dar voz a seus consumidores em tempo real e criar estratégias de mercado. O método permite que organizações atuem com inteligência a partir de dados de clientes, de redes sociais e de negócios.

Um outro exemplo de aplicação que pode atender vários setores é a análise preditiva. A Accenture Digital desenvolveu uma solução para a Ducati MotoGP, que utiliza dados de telemetria em tempo real de motocicletas de corrida, com análises aprofundadas sobre o desempenho da moto, para dar à equipe italiana condições de vantagem nas competições. A moto é equipada com até 100 sensores que indicam desde a temperatura da pista para avaliar o desgaste dos pneus até o nível de vibração para ajustes na moto. Com base em dados de testes e corridas, a Accenture montou modelos preditivos para controle de desempenho. Ou seja, o analytics juntou as informações que já dispunha para avaliar e melhorar o desempenho da moto.

Soluções integradas

Conforme explica Faleiro, boa parte das soluções foram adquiridas pela consultoria nos últimos anos e integradas às ofertas do centro de inovação. Uma delas é a Fjord, da Accenture Interactive, braço da Accenture Digital, que tem como foco ajudar os clientes a desenhar novas soluções para o mundo digital — sejam consumidores, canais ou mercados.

A consultoria global de serviços de design, especializada no engajamento de usuários em diferentes plataformas digitais, foi adquirida pela Accenture Interactive em maio de 2013 e constitui-se como um dos pilares da sua estratégia de entrega de soluções digitais e de marketing para que as empresas possam criar experiências inovadoras aos consumidores.

Em 2015, a Accenture havia adquirido ainda a brasileira Gapso, especializada em sistemas de análise de dados, que também foi integrada à Accenture Interactive. Especializada em sistemas de planejamento de cadeia logística (supply chain), produção e transporte, a Gapso atende clientes de setores como óleo e gás, petroquímica, mineração e papel e celulose, entre outros. Ela desenvolveu uma série de modelos matemáticos para os sistemas. “Decidimos ter nossas próprias ferramentas e metodologias para que pudéssemos ter flexibilidade no desenvolvimento de aplicações de negócios inovadoras para nossos clientes”, finaliza Faleiro.

*O jornalista viajou ao Rio de Janeiro a convite da empresa.