Tecnologias Emergentes > Inovação

Aberto edital para selecionar organizações que vão gerir programa Start-Up Brasil

MCTIC abriu edital para selecionar Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) para a gestão da terceira fase do programa, voltado a apoiar projetos de startups de TI

18 de Agosto de 2017 - 16h18

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) abriu edital para selecionar Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) para a gestão da terceira fase do programa Start-Up Brasil, iniciativa voltada ao apoio de empresas nascentes de base tecnológica. As candidatas têm até 14 de setembro para apresentar propostas no Sistema de Convênios do Governo Federal (Siconv).

A Oscip deve entregar um plano de trabalho detalhado para a realização do projeto, com objetivos, metas, resultados esperados, orçamento, monitoramento e avaliação. O edital prevê recursos de até R$ 2 milhões, com prazo de execução do projeto de 24 meses.

Segundo o edital, a organização será responsável pelo desenvolvimento de ações estratégicas para promoção do Start-Up Brasil, inteligência e auxílio à promoção do empreendedorismo e inovação das próximas turmas de empresas de base tecnológica.

Criado pelo MCTIC em 2012, o Start-Up Brasil agrega um conjunto de atores em favor do empreendedorismo de base tecnológica. O programa do governo federal tem como objetivos apoiar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) de startups de tecnologia da informação (TI) e contribuir para o desenvolvimento do ecossistema.

O Start-Up Brasil já executou dois ciclos de aceleração, de 2013 a 2015, quando houve apoio a 183 startups, distribuídas por quatro turmas e oriundas de 17 estados e 13 países. Até o momento, o MCTIC aportou R$ 34,7 milhões a projetos de PD&I. A iniciativa alavancou mais de R$ 103 milhões em investimentos privados e gerou mais de 1.200 empregos diretos.