Segurança > Segurança de Dados

6 dicas para desmascarar o cibercrime neste Carnaval

Kaspersky Lab lista recomendações para não quebrar com a paz de um dos feriados mais esperados do ano

08 de Fevereiro de 2018 - 11h16

O Carnaval está chegando e com ele a folia, o descanso... mas é justamente em uma hora tranquila que os cibercriminosos se preparam para atacar sua próxima vítima. Assim como as escolas de samba, que cumprem uma série de requisitos durante os desfiles para poderem concorrer ao título de campeã do Carnaval, os cibercriminosos também podem ser avaliados da mesma maneira – e, infelizmente, acabam recebendo dez em todos os quesitos que concorrem.

O enredo é um dos pontos fortes dos criminosos on-line. Assim como em um desfile de samba, a história do golpe deve ser bem contada, para que seja fácil enganar qualquer um que esteja vulnerável. Para que o enredo faça sentido, é preciso ter harmonia.

Os ataques possuem um cenário perfeito, um link aparentemente legítimo e uma mensagem chamativa: tudo para que o usuário não perceba que a mensagem é um golpe. O “conjunto da obra” leva a vítima diretamente para sua rede, conseguindo acesso fácil aos dados que querem roubar – além disso, o quesito fantasia também recebe nota máxima.

Segundo Fábio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab, os golpes podem ser encontrados de diversas maneiras e utilizam diferentes ‘adereços’ para agradar ao público, como golpes utilizando as marcas Walmart, Uber e Nespresso. O objetivo é extrair seus dados e usá-los da pior maneira possível.

Por isso, para te deixar com o samba-enredo da segurança na ponta da língua, a Kaspersky Lab selecionou algumas dicas:

1. Cuidado com a rede Wi-Fi pública

Se você for utilizar, não faça login em páginas da web que podem colocar suas informações e identidade sem risco, como Facebook, Twitter, instituições financeiras, etc.

2. Use VPN em transações bancárias

Caso precise realizar uma transação bancária, por exemplo, configure uma Rede Privada Virtual (VPN) e a utilize para se conectar a uma rede Wi-Fi – assim, você protege as informações transmitidas a partir do seu dispositivo.

3. Não acesse contas pessoais (bancos, e-mails ou rede sociais) por meio de dispositivos públicos

Tenha cuidado so se conectar, pois esses dispositivos podem ter programas de spyware instalados que monitoram e gravam o que foi digitado nas teclas e podem comprometer informações financeiras pessoais.

4. Se for viajar ou curtir os blocos de Carnaval, utilize o cartão de crédito em vez do de débito

Muitos cartões de crédito têm, embutido no sistema, uma proteção contra a fraude que reembolsa seu dinheiro caso isso aconteça. Soluções como o Safe Money criam um ambiente seguro para qualquer transação online que precise de informações bancárias, de cartão de pagamento ou de compras.

5. Preste atenção na hora da compra e certifique-se que o vendedor devolveu o seu cartão

Ao digitar sua senha, tape os números com sua mão livre e verifique se não há ninguém suspeito por perto tentando ver sua senha (já foram vistos casos de troca de cartões durante blocos de Carnaval de rua nas grandes cidades). Um criminoso experiente precisa menos de um minuto para obter informações essenciais, além de fraudar e clonar dados.

6. Proteja-se

Utilize uma solução de segurança completa para seus dispositivos.