Aplicações > Desenvolvimento/Programação

5 dicas para aproveitar melhor o DevOps

Adoção dessa cultura está em crescimento acelerado. Segundo pesquisa da Forrester, 40% das empresas já utilizam o DevOps ou algum outro processo ágil no mundo

05 de Julho de 2018 - 13h45

Junção das palavras “desenvolvimento” e “operação”, o DevOps nasceu da percepção de diversas empresas sobre a necessidade de automatizar processos, tornando-os mais ágeis a partir da integração dos times de desenvolvimento e operação. Apesar de nova, a adoção dessa cultura está em crescimento acelerado: de acordo com uma pesquisa da Forrester publicada no final de 2017, 40% das empresas já utilizam o DevOps ou algum outro processo ágil no mundo.

E esse crescimento tem como uma de suas principais motivações a otimização impressa nos processos por meio da integração das equipes, impactando diretamente na melhora dos resultados das companhias. Porém, para implementar esse modelo de forma eficiente, é necessário seguir alguns passos. Gabriela Dias, gerente de Cloud da Mandic Cloud Solutions, empresa de cloud, lista cinco dicas para o melhor aproveitamento do DevOps.

1. Mude a cultura do ambiente de trabalho

Para ter sucesso na adoção do DevOps é necessário contar com uma equipe multidisciplinar, uma vez que o sistema une a área de TI com a de desenvolvimento. “Para que essa integração tenha sucesso, a sinergia e a colaboração das áreas são indispensáveis. Isso envolve repensar a estrutura organizacional, permitindo que ambos os times trabalhem bem em conjunto. Afinal, não adianta pensar apenas nas ferramentas e nos processos, é preciso uma abordagem colaborativa”, afirma a especialista.

2. Mude sua gestão para metodologias ágeis

Para completar o primeiro passo, é ideal que os executivos que ocupam cargos de liderança adotem metodologias ágeis, permitindo assim uma abordagem totalmente voltada a integração dos times e resultados. As entregas precisam sempre visar o negócio e todo e qualquer gestor da empresa necessita ter a mesma visão para planejar atividades focadas em resultados, automação e integração.

3. Automatizações

Este passo não se trata apenas de automatizações técnicas. A metodologia ágil precisa ser pensada a partir de ciclos de desenvolvimento de softwares a fim de acelerar processos. Ou seja, a parte técnica suporta a gestão de pessoas e vice-versa. Se a equipe está preparada para a implementação do DevOps e sua manutenção, então o processo será benéfico.

4 . Teste tudo

Automatizações podem ser mais perigosas do que saudáveis quando não forem feitas da forma correta, pois impactam o cliente e a infraestrutura da empresa. Portanto, antes de colocar em funcionamento qualquer ferramenta, é indispensável fazer testes de regressão, aceitação, integração, entre outros, a fim de garantir que o ciclo automatizado está adequado à performance da empresa e do cliente.

5. Crie métricas e metas

“Se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Essa frase se encaixa no processo de monitoramento, metas e métricas. Se a empresa não traça métricas de performance desde o início do projeto, está gerando dificuldade de dados e pouco valor ao negócio. É importante planejar as métricas que serão utilizadas durante o projeto, pois dessa forma será possível visualizar o objetivo final versus o que está acontecendo em um momento específico analisado. Se isso não for feito desde o início dificulta a comparação de resultados e definição de novas métricas”, explica Gabriela.

“Esses são apenas alguns dos passos para o sucesso na adoção do DevOps. É importante ressaltar porém, que – como tudo no mundo da tecnologia – as possibilidades são infinitas, por isso é importante que cada empresa encontre a sua melhor forma de empregar diferentes metodologias para o melhor uso da ferramenta, tendo sempre em vista a integração de equipes e a cultura de testes”, finaliza a executiva.

>Siga a Computerworld Brasil também no Twitter Facebook