Segurança

4 passos para não cair em golpes de phishing

Desconfie da sua caixa entrada. Cibercriminosos são criativos para cativar sua atenção, mas eles também deixam pistas que podem denunciá-lo

10 de Julho de 2018 - 16h21

Os ataques de phishing têm não somente o potencial para limpar a conta bancária da vítima, mas também deixa a pessoa se sentindo tonta por ter sido enganada e entregar seus dados para os criminosos.

Então, o que exatamente é uma tentativa de phishing e como as pessoas podem se proteger?

O que é phishing?

Phishing é um estilo antigo de fraude da Internet que usa e-mails falsos, como avisos de bancos ou outras organizações.

Dentro do e-mail estão os links que o leitor pode clicar, levando-o para uma página onde ele pode inserir os detalhes da sua conta. Porém, esses links não vão para o site autêntico, mas para um lugar onde os golpistas coletam os detalhes de login da vítima.

O que torna os ataques de phishing bem-sucedidos é que eles costumam usar os logotipos das organizações nos e-mails, fazendo com que pareçam mensagens oficiais.

Como se proteger?

Embora os golpes mais sofisticados possam ser mais difíceis de detectar, existem alguns passos que ajudam a se proteger.

1. Não clicar nos links

A regra de ouro é simplesmente não clicar em links em e-mails ou mensagens que exigem login. Mesmo ao receber um aviso urgente de que a senha foi descoberta ou que a conta está prestes a ser desativada.

Na grande maioria dos casos, essas mensagens são falsas e ao clicar no link e inserir os dados, a conta bancária do usuário provavelmente será invadida.

Nem sempre os sites de bancos são usados, existem ataques de phishing para o GmailFacebookAmazonApple ou outros serviços de alto perfil que tenham detalhes de cartão de crédito.

A melhor maneira de evitar ser enganado por um desses e-mails é abrir uma nova janela no navegador e ir diretamente para a conta. Se houver algum problema, a pessoa poderá consertá-lo sozinha.

2. Observar o e-mail redigido

É verdade que um erro ocasional pode aparecer em qualquer email, mas as mensagens fraudulentas são mal escritas, com erros gramaticais que denunciam o amadorismo. É fácil encontrar frases estranhamente construídas, como um uso estranho da linguagem ou um erro temporal.

3. Não acreditar em prêmios

E-mails que falem que a pessoa ganhou um prêmio e peça para clicar em um link e digitar os dados é, provavelmente, uma variante do ataque de phishing.

4. Não ajude amigos necessitados

Ok, nós admitimos, este parece bem bizarro. Não se preocupe, não é um apelo para que todo o altruísmo seja desfeito, em vez disso, é um alerta contra um estilo particular de ataque.

O 'viajante encalhado' é um golpe pernicioso que envia às vítimas uma mensagem de um amigo ou ente querido dizendo que ele está preso no exterior sem dinheiro (ou foi roubado ou algum outro desastre se abateu sobre ele) e precisa desesperadamente conectá-lo para um fundo de emergência.

Como você poderia esperar, esse fundo desapareceria para sempre no momento em que você pressionasse o botão de enviar. Mais uma vez, a maneira de autenticar a situação é contatar a pessoa que supostamente enviou a mensagem.

Lista de verificação rápida para lembrar

Existem temas comuns nas ideias acima, por isso vale a pena recuperá-los.

Basicamente, não clique em links, não forneça detalhes da conta e nem envie dinheiro, a menos que você saiba que as mensagens são reais e de quem elas reivindicam.

É um estado ruim quando nosso conselho é não confiar em nada que você recebe em sua caixa de entrada. Mas preferimos que você esteja a salvo do que remediar, certo?

>Siga o IDG Now! também nas redes sociais. Estamos no FacebookTwitter e Instagram